<
>

Etiene Medeiros se diz contra a Olimpíada em meio a pandemia do coronavírus

Em meio a pandemia do novo coronavírus, a nadadora Etiene Medeiros comentou o risco de a Olimpíada de 2020 não ocorrer. Para ela, “sem saúde, não tem Jogos Olímpicos para ninguém”.

“O COI manteve os Jogos Olímpicos. É um ano que representa muito para nós atletas de alto rendimento. Eu não sou a favor. O mundo grita para uma outra situação, focada na saúde. Nosso planejamento está sendo recuado. Muita gente sem piscina e sem poder treinar, ou seja, sem conseguir seguir os planos de treinamento. Não cabe a mim decidir, mas sim falar sobre. Quanto mais a gente se unir e olhar para o próximo, vamos passar por essa”, disse.

(Foto: Divulgação)

A pernambucana teria duas competições visando sua preparação para os Jogos Olímpicos, entre fim de março e início de abril, na Argentina e na Holanda. Entretanto, ambas foram canceladas. A seletiva olímpica, marcada para 20 a 25 de abril, que definirá os representantes do Brasil em Tóquio, foi adiada pela Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos, a princípio, para 22 a 27 de junho.

“É um momento difícil que estamos passando. De todos os lados me perguntam sobre como enxergo tudo isso. Para mim está sendo tempos de reflexão profunda. O planeta pede socorro. Pede para desacelerarmos. Reflitam sobre seus atos diários”, comentou.

“Em momentos de crise é que a gente vê como as pessoas pensam. No momento em que estamos, todo mundo é igual. Dou graças a Deus por ter casa, comida, acolhimento de médicos, de uma instituição. Mas tem muita gente que não tem. Então pensem nos outros e ajudem quem conseguem ajudar. Vizinhos, familiares, a se conscientizarem”, finalizou.