<
>

Com melhor aproveitamento, Ana Marcela é vice no Circuito Mundial

Ana Marcelo representará o Brasil nos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020 (Foto: Divulgação)

O título do Circuito Mundial não veio, mas a tetracampeã mundial de Maratonas Aquáticas, Ana Marcela Cunha, teve uma temporada positiva em 2019. Das sete etapas que participou, conquistou o ouro em cinco e ficou com a prata em outras duas.

A última delas foi disputada nesse final de semana em Chun’an, na China, onde a brasileira levou a medalha de prata com o tempo de 2h04m05s, atrás da italiana Ariana Bridi, que terminou os 10km com quatro centésimos de vantagem. A chinesa Xin Xin completou o pódio.

Ana Marcela termina a temporada de 2019 com incríveis 96,43% de aproveitamento, pois disputou sete das nove etapas, ou seja, em 5.600 pontos possíveis, ela conquistou 5.400. A segunda mais eficiente foi a italiana Ariana Bridi 82,81% (nadou oito etapas, fez 5.300 de 6.400 pontos possíveis), enquanto que a também italiana Rachele Bruni, que acabou levando o título mundial da temporada, nadou todas as nove etapas, que representa 77,78% de eficiência (fez 5.600 de 7.200 pontos possíveis).

Campeã da temporada em 2018, Ana Marcela Cunha e seu técnico, Fernando Possenti, no entanto, não colocaram a conquista do Circuito Mundial como objetivo. O que eles queriam era a vaga olímpica, que foi conquistada, no Mundial da Coréia, em Gwangju, e a inédita medalha de ouro Pan-Americana, também alcançada em Lima.

A constância nos resultados impressiona. Contando com o Mundial da Coréia, Ana Marcela Cunha tem nove ouros e três pratas em 13 provas disputadas. O único quinto lugar foi na prova dos 10km do Mundial, que a classificou para a Olimpíada de Tóquio em 2020.

E engana-se quem pensa que a brasileira parou por ai. No dia 10 de outubro embarca para Doha, no Qatar onde vai disputar os Jogos Mundiais de Praia e de lá segue para China, onde irá competir os Jogos Mundiais Militares.

Confira os resultados de Ana Marcela no Circuito Mundial:

16/02 – Doha, Catar – 1º lugar

12/05 – Ilhas Seicheles – 2° lugar

08/06 – Setúbal, Portugal – 1º lugar

15/06 – Balatonfured, Hungria – 1° lugar

21/07 – Lac St Jean, Canadá – não competiu

03/08 – Lac Megantic, Canadá – não competiu

28/08 – Ohrid, Macedônia – 1º lugar

07/09 – Taiwan, China – 1º lugar

29/09 – Chun’an, China – 2º lugar