<
>

Ex-campeão do UFC, Blachowicz desabafa sobre 'raiva e tristeza' após deixar luta por lesão

Blachowicz com o cinturão após o UFC 259 Jeff Bottari/Zuffa LLC

Jan Blachowicz se preparava para disputar a revanche com Aleksandar Rakic em janeiro, no Canadá, mas um contratempo o tirou da importante luta. Em suas redes sociais, o ex-campeão dos meio-pesados (93 kg) do UFC comunicou que sofreu uma lesão nos ombros e não escondeu a decepção e irritação por sair do combate.

E a postura adotada pelo polonês é compreensível. Vale pontuar que a revanche entre Blachowicz e Rakic colocaria frente a frente dois integrantes do top-5 dos meio-pesados e poderia dar ao vencedor a chance de disputar o título na sequência.

Com 40 anos, ou seja, uma idade avançada para competir nos esportes de combate, o ex-campeão da categoria pode ter visto uma das últimas oportunidades de protagonizar grandes lutas escapar. De todo modo, Jan frisou que seria impossível vencer o rival se permanecesse no duelo, pois sua dor passou a ser insustentável.

“Não era para ser assim. É difícil expressar o que sinto porque é uma mistura de raiva e tristeza. Sair de uma luta devido a uma lesão é uma das decisões mais difíceis que um lutador pode tomar. Mas, às vezes, não há outra opção, principalmente quando você está competindo no top-5 e quer dar um show no mais alto nível. Em vez de lutar na melhor forma, luto contra a dor a cada treino. Fiz tudo o que pude, mas meus ombros precisam de cirurgia. Nesse estado, continuar os preparativos e entrar no octógono seria irresponsável e estúpido. Sempre falo que quando vou para uma luta, devo estar 100% preparado. Devo isso a mim, aos meus treinadores, ao meu adversário e, acima de tudo, aos fãs. Prometo que voltarei mais forte!”, declarou o lutador.

Jan Blachowicz, de 40 anos, é um veterano do MMA e ex-campeão de organizações como o UFC e KSW. No esporte desde 2007, o polonês possui um cartel composto por 40 lutas, 29 vitórias, dez derrotas e um empate. Atualmente, o europeu se encontra na quarta posição no ranking dos meio-pesados da companhia. Seus triunfos de maior destaque foram diante de Aleksandar Rakic, Corey Anderson, Dominick Reyes, Israel Adesanya, Jared Cannonier, Luke Rockhold, Nikita Krylov e Ronaldo ‘Jacaré’.