<
>

Deiveson Figueiredo abre o jogo sobre fazer 5ª luta contra Brandon Moreno no UFC

Deiveson Figueiredo e Brandon Moreno durante luta pelo UFC 263, no Arizona (EUA), em 2021 Jeff Bottari/Getty Images

Ex-campeão do peso-mosca (57 kg) do UFC, Deiveson Figueiredo teve sucesso em sua estreia no peso-galo (61 kg). No último sábado (2), no Texas (EUA), o brasileiro venceu Rob Font por decisão unânime e já notificou Sean O'Malley, dono do cinturão da categoria, do seu interesse em enfrentá-lo. ‘Deus da Guerra’ foi além e surpreendeu ao comentar a importância que um rival teve não só para sua carreira, como também para o recente compromisso.

Deiveson deixou a animosidade com Brandon Moreno para trás e fez questão de reconhecer sua qualidade. Como enfrentou o mexicano quatro vezes seguidas durante três anos, ‘Daico’ frisou que a experiência de lidar com um atleta tão veloz e de bom nível no boxe o preparou para o duelo com Font, justamente conhecido no MMA por sua aptidão na nobre arte. Mas, apesar do elogio, o brasileiro não deu a rivalidade com o lutador como encerrada e abriu as portas para a realização de um quinto confronto, agora no peso-galo.

“Foi muito incrível lutar contra o Moreno. Ele é um dos melhores caras que lançam jabs rápidos nos moscas. Lutar com um cara dos galos, sabendo que ele gosta de jab também, me senti tranquilo em relação a isso. Eu sabia que me manteria distante dos jabs dele, apesar de receber alguns ali. Estou saudável, feliz na categoria onde estou. Se ele vir para cá, podemos cavar uma quinta luta, isso é certo“, declarou o ex-campeão do UFC, na coletiva de imprensa pós-evento.

A história envolvendo Deiveson e Moreno nos moscas começou em dezembro de 2020. Como a primeira luta entre os atletas terminou empatada, o brasileiro defendeu o cinturão. Em junho de 2021, o mexicano se tornou campeão da categoria ao finalizar o rival. Em janeiro de 2022, ‘Deus da Guerra’ deu o troco, vencendo Brandon por decisão unânime, reconquistando o título da divisão. Já em janeiro de 2023, ‘The Assassin Baby’ voltou ao topo do peso ao nocautear o paraense em pleno Brasil.

Deiveson Figueiredo, de 35 anos, é um dos grandes lutadores da história do peso-mosca, sendo bicampeão da categoria no UFC. No MMA desde 2012, o brasileiro construiu um cartel composto por 22 vitórias, três derrotas e um empate. Seus principais triunfos foram sobre Alex Perez, Alexandre Pantoja, Brandon Moreno, John Moraga, Joseph Benavidez (duas vezes), Rob Font e Tim Elliott.