<
>

Jon Jones detona Aspinall após pedido para retirá-lo do posto de campeão do UFC

Jon Jones montado na grade do octógono após conquistar o cinturão dos pesados no UFC 285, em Las Vegas (EUA), em março de 2023 Chris Unger/Getty Images

Após se sagrar campeão interino dos pesos-pesados após nocautear Sergei Pavlovich, Tom Aspinall fez um pedido para lá de ousado que repercutiu no noticiário. À época, o atleta inglês sugeriu que o UFC destituísse Jon Jones do posto de campeão linear da categoria por conta da lesão que afastará o veterano por meses dos octógonos. Semanas após emitir sua opinião, o prospecto da divisão recebeu uma resposta à altura de ‘Bones’.

Através de suas redes sociais, Jones tratou de alfinetar Aspinall ao comparar as carreiras e feitos de ambos no MMA profissional. Na visão do ex-campeão meio-pesado (93 kg) e atual detentor do título linear dos pesados, chega a ser irônico que Tom sugira tal manobra para a alta cúpula do Ultimate.

“Enfrentei a competição mais difícil que esse mundo tem a oferecer por 15 anos agora. Durante o camp para uma defesa de título, sofri uma lesão grave que exigiu cirurgia pela primeira vez na minha carreira. Agora tenho novatos solicitando que eu tenha meu cinturão retirado. Zero vitórias sobre lendas, zero defesas de título e já achando que pode dar as ordens para Dana, isso é hilário. Nos meus 15 anos de carreira eu vi tantos caras que supostamente seriam o próximo grande sucesso. Sempre houve apenas um Jon Jones, não se esqueça disso”, rebateu o americano.

Originalmente escalado para enfrentar Miocic, Jones precisou deixar a luta após lesionar o ombro durante uma sessão de treinos de wrestling. Por conta da gravidade da contusão, o americano deve se ausentar por ao menos oito meses dos octógonos. Desta forma, a tendência é que ‘Bones’ volte a competir somente no segundo semestre de 2024.