<
>

Treinador destaca confiança em acerto entre Ngannou e UFC: 'Podem ser felizes'

play
UFC 270: Ngannou vence Gane na luta agarrada, mantém cinturão e segue à espera de Jon Jones (0:43)

O camaronês segue como campeão da categoria e dá ao rival francês a sua primeira derrota em 11 combates no MMA profissional. (0:43)

Nos últimos meses, Francis Ngannou e Dana White, presidente do Ultimate, travam uma guerra nos bastidores sobre a questão salarial e o lutador cobra maior reconhecimento da organização.

A situação ficou ainda mais delicada pré e pós-UFC 270, quando o camaronês reforçou seu desejo de atuar no boxe e o mandatário da liga sequer colocou o cinturão no lutador depois dele defender seu título diante de Ciryl Gane.

Entretanto há quem acredita que esse cenário vá mudar. Principal treinador do camaronês, Eric Nicksick, em entrevista ao site ‘MMA Junkie’ revelou sua crença de que o pupilo e o UFC vão chegar em um acordo, com um final feliz para ambas as partes.

“Realmente acho que eles vão fechar um acordo e vão se entender. Acho que eles vão fazer muito dinheiro juntos e todos podem ser felizes no final das contas. Não gosto de me preocupar muito com essas coisas”, afirmou o treinador do atleta.

Apesar de destacar a confiança de que Ultimate e Ngannou vão permanecer juntos em uma relação mais amistosa, Nicksick não deixou de criticar a recente postura de Dana White, que deixou a arena do UFC 270 sem dar o cinturão para o atleta e nem comparecer na coletiva de imprensa após o show.

“Não entendo Dana ter feito isso, mas ele pode ter seus motivos. Eu não acho que ficou bom, mas é o que é”, finalizou o principal treinador do campeão do UFC.

Francis Ngannou estreou no UFC em 2015 e, pela maior liga de MMA do mundo, soma 12 triunfos, sendo dez por nocaute, e dois reveses.

Em março de 2021, o camaronês chegou ao lugar mais alto do peso-pesado, quando nocauteou o então campeão Stipe Miocic. Além de superar o americano e agora Gane, seus triunfos mais marcantes da companhia, foram sobre Cain Velásquez, Junior ‘Cigano’ e Alistair Overeem.