<
>

Sarafian reforça camp de Bader para defesa de título do Bellator: 'Atleta exemplar'

play
UFC 270: Ngannou vence Gane na luta agarrada, mantém cinturão e segue à espera de Jon Jones (0:43)

O camaronês segue como campeão da categoria e dá ao rival francês a sua primeira derrota em 11 combates no MMA profissional. (0:43)

Bader defende seu cinturão neste final de semana, com transmissão pela ESPN no Star+


Após mais de dois anos sem atuar como peso-pesado para focar suas atenções somente na divisão dos meio-pesados (93 kg), Ryan Bader vai colocar novamente em jogo o seu título da categoria mais pesada do Bellator. Neste sábado (29), o lutador mede forças com o russo Valentin Moldavsky na luta principal da edição 273, que acontece em Phoenix (EUA). A última vez que o americano defendeu sua coroa na divisão foi em setembro de 2019, em combate contra Cheick Kongo, que terminou ‘No Contest’ (sem resultado).

E para este confronto, o campeão contou mais uma vez com a ajuda de um brasileiro em especial nos seus treinamentos: Daniel Sarafian, ex-integrante da primeira edição do TUF Brasil. Por isso, a reportagem da Ag. Fight entrou em contato com o paulista para ele dar detalhes da preparação do ‘Darth’ para mais uma defesa de cinturão.

Atualmente, o brasileiro está afastado das competições e dá aula particular para algumas celebridades de Hollywood. Entretanto, Daniel não dispensa uma chance de treinar em alto rendimento e, em 2019, viu a chance de fazer parte da equipe do americano. No que depender do ex-TUF, essa união vai seguir em diante por mais tempo.

“O Bader e o Jair Lourenço, seu treinador, me contrataram pra fazer parte do camp dele contra o Fedor (Emelianenko), aonde eu atuei como sparring e também treinador, ajudando a montar a estratégia. Agora me chamaram novamente, pois o resultado da vez anterior foi positivo. Os treinos foram muito bons e eu acredito que será positivo novamente. Somos bons parceiros, e se ganharmos juntos novamente com certeza seguiremos em frente pois time que tá ganhando não se mexe”, explicou.

Para este novo compromisso de Bader, Sarafian mostrou total confiança que o título dos pesados seguirá nas mãos do ex-Ultimate. O brasileiro exaltou a mentalidade do parceiro de treinos e fez uma previsão de como vai acabar o confronto diante do russo.

“Treinamos forte e, segundo ele, eu o puxo e é por isso que ele gosta de me trazer. Ele é um monstro então eu fico sem escolha, tenho que cair pra dentro (risos) e adoro treinar forte. O Bader está muito preparado. Ele é um atleta exemplar, dedicado e focado. É um competidor nato. Ele está muito forte e no gás, então acho que ele vai ganhar essa luta sem problemas, antes do terceiro round por nocaute técnico”, adiantou.

Ryan Bader, de 38 anos, trocou o UFC pelo Bellator em 2017 e mudou de patamar no MMA. Na organização de Dana White, o americano alcançou o top-5 dos meio-pesados, mas nunca foi campeão. Contudo, na companhia de Scott Coker, ‘Darth’ se tornou o número um da categoria logo em sua estreia, ao superar Phil Davis por decisão dividida e também do peso-pesado ao conquistar o torneio em 2019. Porém, o lutador perdeu o título da 93 kg em 2020, para Vadim Nemkov e agora busca manter sua outra coroa.