<
>

Cormier elogia evolução de Ngannou e estratégia para manter título do peso-pesado do UFC: 'Ninguém no mundo esperava por isso'

play
UFC 270: O sentimento do predador! Ngannou deixa octógono com cinturão dos pesados ovacionado pela torcida; VEJA (0:14)

Camaronês venceu Cyril Gane na unificação dos cinturões | via @espnmma (0:14)

Francis Nganou derrotou Ciryl Gane no UFC 270 e manteve o cinturão do peso-pesado


Francis Ngannou ignorou as polêmicas e os problemas que lidou ao longo de sua preparação para o UFC 270 e conquistou um dos resultados mais emblemáticos de sua carreira. No evento que aconteceu no último sábado (22), na Califórnia, o campeão do peso-pesado defendeu o título da categoria pela primeira vez ao vencer Ciryl Gane e o triunfo apresentou um sabor especial pela forma como se deu. Tanto que Daniel Cormier se mostrou surpreso com o ocorrido.

Quando o UFC oficializou a luta entre Ngannou e Gane, a expectativa de parte da comunidade do MMA era de que o encontro envolvendo os antigos parceiros de treino seria violento e rápido, já que ambos são exímios trocadores. Contudo, o octógono foi palco de um embate que durou 25 minutos e decidido de forma também surpreendente. No início, ‘Bon’ Gamin’ esbanjou técnica em pé e movimentação para sair na frente do camaronês, que não conseguia acompanhar o rival e acertá-lo em cheio. Contudo, a partir do terceiro round, ‘The Predator’ inovou e apresentou sua faceta wrestler diante do francês.

Ao perceber que Gane não oferecia resistência contra suas quedas, muito menos no solo, Ngannou, sem titubear, decidiu abandonar sua natureza de trocador visceral e apostou no grappling para controlar a luta. Mesmo sem empolgar, o campeão do peso-pesado seguiu a estratégia para virar o confronto, defender o título da categoria e tirar a invencibilidade do rival. Após testemunhar o que aconteceu no UFC 270, Cormier admitiu ter ficado surpreso, mas parabenizou o camaronês por seguir evoluindo como lutador de MMA. De acordo com o comentarista, ‘The Predator’ provou que não chegou ao topo da divisão por acaso. Vale destacar que, antes do duelo acontecer, ‘DC’ elogiou o o atleta, justamente, por mostrar uma melhora considerável no wrestling.

Essa foi a primeira vez que Ngannou conseguiu uma queda em uma luta. Ele estava perdendo por dois rounds a zero indo para o terceiro e usou quedas e grappling para manter o título. Ninguém no mundo esperava isso. Ngannou vencer por decisão também não era esperado, mas ele mostrou sua evolução. E também mostrou que Gane, por melhor que seja, estava apenas 10-0 e realmente cometeu um erro de Q.I. de luta que acabou lhe custando o campeonato”, declarou a lenda do MMA ao participar de um programa pós-show, na ‘ESPN’ americana.

play
0:43

UFC 270: Ngannou vence Gane na luta agarrada, mantém cinturão e segue à espera de Jon Jones

O camaronês segue como campeão da categoria e dá ao rival francês a sua primeira derrota em 11 combates no MMA profissional.

Francis Ngannou, de 35 anos, estreou pelo UFC em 2015, venceu grandes nomes do MMA e se tornou um dos lutadores mais assustadores do esporte. Pela organização, o campeão do peso-pesado nocauteou Alistair Overeem, Andrei Arlovski, Cain Velasquez, Curtis Blaydes (duas vezes), Jairzinho Rozenstruik, Júnior ‘Cigano’ e Stipe Miocic e superou Ciryl Gane em sua primeira defesa de título. O sucesso de ‘The Predator’ é tanto, que o mesmo já é apontado por parte dos fãs e da imprensa especializada como um dos principais atletas da história da categoria por conta de seu porte físico e poder.