<
>

UFC: Gaethje surpreende e diz por que considera último combate contra Michael Chandler como 'chato'

play
UFC 270: Ngannou vence Gane na luta agarrada, mantém cinturão e segue à espera de Jon Jones (0:43)

O camaronês segue como campeão da categoria e dá ao rival francês a sua primeira derrota em 11 combates no MMA profissional. (0:43)

Justin Gaethje considerou o último combate contra Michale Chandler pelo UFC como 'chato'


Justin Gaethje é um dos atletas mais empolgantes da história do MMA, vive boa fase no UFC ao triunfar em sua última luta, mas se engana que acha que o mesmo está satisfeito com sua atuação. Em novembro, em Nova York (EUA), ‘The Highlight’ protagonizou uma verdadeira batalha junto de Michael Chandler, superou o adversário depois de 15 minutos de pura ação e viu o duelo ser classificado como um dos melhores do esporte, porém o vencedor apresentou outra percepção sobre o encontro.

Quando o UFC oficializou o choque entre Chandler e Gaethje, parte da comunidade do MMA comemorou a realização do combate por conta do estilo de luta emocionante e explosivo da dupla. No octógono, os atletas não apenas confirmaram, como superaram tal expectativa. No primeiro round, o antigo rei do Bellator se mostrou superior e quase nocauteou o oponente. No segundo assalto, o ex-campeão interino do peso-leve (70 kg) se recuperou, partiu para o ataque e também ficou próximo de nocautear o adversário.

Na terceira e decisiva parcial, os profissionais foram para o tudo ou nada e como ‘The Highlight’ foi consistente, enquanto ‘Iron’ optou por performar para agradar o público, o primeiro saiu com as mãos levantadas do octógono. Apesar da luta ter sido eleita por parte da comunidade do MMA como a melhor da temporada 2021, Gaethje explicou que o fato de buscar vencer o combate mais do que nocautear seu opositor não lhe agradou. De acordo com o atleta, esta não é sua essência. Vale pontuar que Chandler foi o único peso-leve do UFC que suportou os ataques do lutador sem ser nocauteado por ele.

Para ser completamente honesto, senti que era uma luta meio chata quando eu estava lá. Sim, simplesmente, não faz sentido. Foi a primeira vez que quis ganhar mais do que nocautear alguém. Então, sim, não foi bom, não gostei. Quero voltar a querer machucar alguém e acabar com eles, mas agora que venci, consegui minha chance pelo título, posso voltar a ser como deveria ser”, declarou Gaethje, em entrevista ao canal do ‘YouTube’ ‘BT Sport’.

Justin Gaethje, de 33 anos, é ex-campeão interino do peso-leve do UFC e é considerado pela comunidade do MMA um dos atletas mais empolgantes do esporte por conta de seu estilo de luta agressivo e poder dos golpes. O americano estreou na organização em 2017, realizou nove combates, venceu seis, sendo cinco por nocaute, faturou dez bônus e perdeu três vezes. Atualmente, ‘The Highlight’ ocupa a primeira posição no ranking da categoria e possui triunfos marcantes sobre Donald Cerrone, Edson Barboza, Michael Chandler, Michael Johnson e Tony Ferguson.