<
>

UFC: provável adversário de Durinho, Chimaev faz treinos em renomada equipe da Tailândia

play
UFC 270: Ngannou vence Gane na luta agarrada, mantém cinturão e segue à espera de Jon Jones (0:43)

O camaronês segue como campeão da categoria e dá ao rival francês a sua primeira derrota em 11 combates no MMA profissional. (0:43)

Sem luta marcada no UFC, sueco faz seus camps na Tiger Muay Thai, por onde já passou Israel Adesanya


Uma das principais promessas do UFC, Khazmat Chimaev ainda não tem nova luta marcada na organização, mas nem por isso deixa de treinar em alta intensidade. O sueco, que faz seus camps na ‘Allstars Training Center’, localizada em Estocolmo (SUE), decidiu mudar de ares, ao menos momentaneamente, para treinar na renomada Tiger Muay Thai, localizada na Tailândia.

Nas suas redes sociais, a equipe fez questão de exaltar a chegada do lutador, que ainda está invicto na carreira após 11 compromissos nas artes marciais mistas. Vale destacar que Valentina Shevchenko, Alexander Volkanovski e Israel Adesanya, todos campeões do Ultimate, também já treinaram no time.

Atualmente, além de Chimaev, a Tiger Muay Thai também conta com a presença de outras estrelas do MMA em suas instalações. Petr Yan, atual campeão interino do peso-galo (61 kg) do Ultimate, Rafael Fiziev, Marlon Moraes e Yaroslav Amosov, campeão dos meio-médios (77 kg) do Bellator, estão fazendo seus camps na equipe.

Nas últimas semanas, Chimaev e o brasileiro Gilbert ‘Durinho’ tem trocado mensagens para acertar um confronto entre eles, em duelo válido pelos meio-médios (77 kg) e, que poderia acontecer no Brasil, no dia 7 de maio, em uma edição programada para o Rio de Janeiro. No entanto, o UFC ainda não confirmou o embate.

Invicto no MMA, Khamzat Chimaev, de 27 anos, possui quatro lutas no UFC e se encontra em 11º lugar no ranking dos meio-médios. O sueco estreou pela organização em 2020 e, até o momento, suas vítimas nela foram sobre John Phillips, Rhys McKee, Gerald Meerschaert e Li Jingliang em sequência. A curiosidade é que o competidor venceu os dez combates que disputou na carreira na modalidade pela via rápida (seis por nocaute e quatro por finalização), estatística que prova sua dominância quando atua.