<
>

UFC 270: Ngannou faz 'pouco caso' de título interino de Gane e dispara: 'No que me diz respeito, isso não existe'

Lutador camaronês vai colocar o cinturão do peso-pesado em jogo pela primeira vez, no UFC 270, em 22 de janeiro


O clima para a aguardada luta entre Francis Ngannou e Ciryl Gane é hostil e o primeiro não hesita em acirrar a rivalidade com o antigo parceiro de treino. O campeão do peso-pesado do UFC vai colocar o título da divisão em jogo pela primeira vez, na edição de número 270, que acontece no dia 22 de janeiro, na Califórnia (EUA), contra o francês, detentor do cinturão interino, e faz pouco caso deste objeto.

O Ultimate oficializou o choque envolvendo Ngannou e Gane e o promoveu sendo a unificação do título do peso-pesado, mas o camaronês, insatisfeito com o tratamento que recebeu da companhia, recusou a encarar o duelo dessa forma. Em entrevista ao canal do UFC no YouTube, The Predator elevou não só o tom de seu discurso, como também sua posição de campeão linear da categoria e minimizou a importância do cinturão interino de Bon Gamin.

A posição de Ngannou não surpreende parte da comunidade do MMA, já que o mesmo está em rota de colisão com o UFC. O camaronês nunca escondeu seu descontentamento com a companhia. Irritado, The Predator reclamou do valor que a organização lhe oferece para atuar e da criação do cinturão interino no peso-pesado, que julgou ser desnecessário, já que alcançou o topo da categoria, em março. Agora, prestes a medir forças com Gane, o temido lutador garante estar ainda mais motivado por conta das polêmicas e promete nocautear o adversário de maneira brutal.

“Vou defender o título. Não há unificação. Reconheço apenas um título, que é o meu, o indiscutível. Não legitimo em nada o cinturão interino. No que me diz respeito, isso não existe”, decretou o campeão do UFC.

Francis Ngannou, de 35 anos, estreou pelo UFC em 2015, venceu grandes nomes do MMA e se tornou um dos lutadores mais assustadores do esporte. Pela organização, The Predator nocauteou Alistair Overeem, Andrei Arlovski, Cain Velasquez, Curtis Blaydes (duas vezes), Jairzinho Rozenstruik, Júnior Cigano e Stipe Miocic. O campeão do peso-pesado já é apontado por parte dos fãs e da imprensa especializada como um dos principais atletas da história da categoria por conta de seu porte físico e poder.