<
>

Ex-campeão do UFC, Junior Cigano se diz 'motivado' para estreia no boxe: 'Vou trocar murro'

play
Cinturão de Glover, 'do Bronx' invencível e pane histórica de Amanda Nunes: o Top 5 momentos do UFC em 2021 (1:31)

Ano da principal organização de MMA do mundo teve diversas grandes lutas e histórias (1:31)

Brasileiro enfrenta Kubrat Pulev em evento que mistura boxe e MMA


No próximo dia 26 de fevereiro, Junior ‘Cigano’ vai iniciar uma nova caminhada nas artes marciais. Após sair do UFC, logo no início de 2021, o peso-pesado, que está há mais de um ano sem atuar, finalmente vai testar suas habilidades no boxe, seu antigo sonho. O brasileiro está confirmado para encarar Kubrat Pulev, no Triad Combat, evento que promove duelos com regras mistas de boxe e MMA, que será realizado em Houston (EUA).

Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag. Fight, ‘Cigano’ admitiu que precisou de cautela para definir a forma com a qual conduziria sua carreira e festejou sua chegada ao boxe internacional em um combate contra um adversário renomado. Mas assim como na sua caminhada no Ultimate, onde chegou ao topo do peso-pesado, o lutador adiantou que não pretende apenas fazer figuração.

“É uma ótima oportunidade. Passei por um momento e reflexão comigo mesmo e estava com muita saudade de poder lutar. Então viver esse momento de novo, de preparação, é bastante empolgante. Estou bastante motivado. O Pulev é bastante experiente, lutou contra grandes nomes do boxe mundial, um cara duríssimo. É o tipo de desafio que empolga qualquer um. Não estou lá para fazer uma luta sem objetivo de carreira. Meu objetivo com 37 anos é alcançar grandes conquistas, maiores do que já alcancei”, afirmou o ex-campeão dos pesados do Ultimate, antes de completar o raciocínio.

“Estou com uma sensação muito boa, tipo a de 2008, quando eu comecei no UFC. Estou motivado demais e vai ser incrível para a sequência da minha carreira. Vou trocar murro com ele. Sei que ele é um boxeador experiente e isso faz a luta ainda ser mais interessante. É isso que eu quero. Quero me testar com caras como ele para, em um futuro breve, pegar esse grandes nomes de lá também”, finalizou o atleta.

Ao contrário de Pulev, que já se apresentou no Triad e nocauteou Frank Mir, no fim de 2021, ‘Cigano’ vai atuar pela primeira vez no triângulo do show. Questionado sobre as regras do evento, que deixam válidos golpes de MMA e boxe juntos, o brasileiro afirmou que vê essa novidade com tendência de sucesso e admitiu que pode tirar uma vantagem dessa situação, pois estava acostumado com combates de MMA.

“As regras, no meu caso, ajudam a fazer uma transição perfeita para o mundo do boxe. Se tenho uma oportunidade de me testar no boxe é agora. Então é esse o momento. (…) O evento dá a oportunidade de caras do boxe fazer um pouco de MMA e os do MMA fazer um pouco de boxe. Então é um mix perfeito”, disse o atleta de 37 anos, emendando.

“Acho que (a regra) me beneficia na questão da luta agarrada, mas não estou indo para fazer luta agarrada, você sabe disso. Estou indo para boxear (risos). Eu quero é soltar a mão, o que faço melhor, em busca do nocaute sempre”, completou o catarinense.

Ex-campeão peso-pesado do UFC, Junior ‘Cigano’ teve sua passagem pela organização encerrada oficialmente em março deste ano, após 12 anos de serviços prestados e 23 combates disputados dentro do octógono. Ao todo, em sua carreira no MMA, o competidor soma 21 vitórias, sendo 15 por nocaute, e nove derrotas.