<
>

Dana White defende postura de Chimaev após ataque de Nate: 'Não há novatos no UFC'

play
'O São Paulo é um grande resort de atleta hoje', dispara Facincani (1:32)

O jornalista, durante o F90, ainda criticou o 'conforto' das revelações da base tricolor (1:32)

O clima entre Khamzat Chimaev e Nate Diaz está tão hostil que até Dana White teve que intervir. Mesmo em recuperação após testar positivo para a COVID-19, o líder do UFC permaneceu atento aos noticiários, discordou dos comentários que o veterano fez a respeito da promessa do MMA, na última semana, e saiu em defesa da mais nova joia de sua organização.


Tudo começou quando Chimaev, novamente, desafiou o ‘bad boy’ americano para uma luta no UFC com o intuito de provar que ele é o verdadeiro ‘gangster’ do esporte e não o rival. Imediatamente, Nate respondeu e negou qualquer possibilidade de encarar o talentoso sueco.

De acordo com o veterano, é injusto e até um desrespeito uma estrela como ele enfrentar um atleta que ainda busca se firmar na companhia. Não satisfeito, Nate declarou que ‘Borz’ deveria lutar contra Nick Maximov, seu amigo e parceiro de treino, porque este também deseja crescer no esporte.

Em entrevista ao site TMZ Sports, Dana ressaltou que Chimaev não pode ser subestimado por ter disputado poucos combates no octógono, enalteceu sua postura destemida e voltou a afirmar que lutadores populares estão com medo de enfrentá-lo. Vale lembrar que o próprio líder do UFC se mostrou favorável a um hipotético duelo entre o sueco e o americano.

“Todos neste negócio, todos nesta empresa, estão aqui porque pertencem a este lugar. Na realidade, não há novatos aqui. Existem caras com mais experiência e outros com menos experiência. Chimaev é um daqueles caras que está disposto a lutar contra qualquer um, em diferentes categorias e em um curto prazo”.

“Ele está fazendo lutas de wrestling. Se é uma luta, ele está dentro e quer lutar com você. Essa é a realidade. As pessoas podem falar o que quiserem de Chimaev, não as culpo. Chimaev é um assassino frio, um matador, um selvagem absoluto. Não culpo ninguém por não querer lutar contra Chimaev”, comentou o cartola.

Invicto no MMA, Khamzat Chimaev, de 27 anos, possui quatro lutas no UFC e se encontra em 11º lugar no ranking dos meio-médios. O sueco estreou pela organização em 2020 e, até o momento, suas vítimas nela foram sobre John Phillips, Rhys McKee, Gerald Meerschaert e Li Jingliang em sequência.

A curiosidade é que ‘Borz’ venceu os dez combates que disputou na carreira pela via rápida (seis por nocaute e quatro por finalização), estatística que prova sua dominância quando atua.

Nate Diaz, de 36 anos, é um dos lutadores de maior popularidade no MMA atual, mas vive má fase. O atleta perdeu três das últimas quatro lutas que disputou, sendo a mais recente realizada em junho, contra Leon Edwards.

Ao menos, o americano voltou a ficar ativo no UFC, já que não atuava desde 2019. Seus principais triunfos no esporte foram diante de Anthony Pettis, Conor McGregor, Donald Cerrone, Gray Maynard, Jim Miller, Melvin Guillard, Michael Johnson e Takanori Gomi.

play
1:32

'O São Paulo é um grande resort de atleta hoje', dispara Facincani

O jornalista, durante o F90, ainda criticou o 'conforto' das revelações da base tricolor