<
>

Ex-adversária de Amanda Nunes é afastada do ranking do UFC por inatividade

No último fim de semana, o UFC não realizou eventos e, mesmo assim, não deixou de fazer a atualização semanal em seu ranking. O grande destaque da seleta lista foi a ausência de Germaine de Randamie, ex-campeã do peso-pena (66 kg), do top-15 da categoria peso-galo (61 kg).

A holandesa de 37 anos não luta desde outubro de 2020, quando finalizou Julianna Peña, e, por este longo tempo de inatividade, não consta mais no ranking das 15 melhores atletas da divisão. V ale lembrar que, no último mês, a companhia também retirou a polonesa Joanna Jedrzejczyk da classificação do peso-palha (52 kg) – a atleta não se apresenta desde março do ano passado.

Com a saída de De Randamie, uma brasileira teve motivos para comemorar. Trata-se de Norma Dumont, que agora está na 15ª posição no peso-galo. A curiosidade é que a atleta do Brasil se apresentou apenas uma vez na divisão, em triunfo sobre Ashlee Evans-Smith, mas não bateu o peso. Depois do combate, a mineira fez duas atuações no peso-pena, vencendo seus compromissos.

Vale destacar também que Germaine de Randamie foi campeã dos penas do UFC em 2017, ao superar Holly Holm por decisão unânime dos jurados. No entanto, a holandesa se recusou a enfrentar Cris ‘Cyborg’ na sequência e acabou sendo destituída do posto.

Germaine também saiu do ranking peso-por-peso do Ultimate, onde estava na sétima colocação. Com isso, duas brasileiras também subiram na tabela de classificação. Marina Rodriguez agora ocupa a nona posição, enquanto Mackenzie Dern é a 13ª.