<
>

UFC: 'Durinho' projeta disputa de título dos meio-médios, mas reclama de falta de iniciativa dos adversários

Brasileiro é o segundo colocado no ranking da divisão e aguarda UFC definir seu próximo adversário


Apesar de se encontrar em posição de destaque nos meio-médios (77 kg) do UFC, Gilbert Burns vive um dilema na categoria. Atualmente, ‘Durinho’ vem de vitória sobre Stephen Thompson, em luta realizada em julho, é o segundo colocado no ranking da divisão e está novamente próximo de disputar o título dela, porém o mesmo reclama da organização por conta da demora para definir seu futuro.

Disposto a lutar e a ter uma nova chance de enfrentar o campeão dos meio-médios do UFC, o brasileiro já projeta o caminho que terá que percorrer para consolidar sua posição como desafiante número um ao título. Em entrevista ao site ‘MMA Fighting’, ‘Durinho’ mostrou ter conhecimento de que precisa não só vencer seus próximos combates, como também convencer no octógono. O motivo que levou o atleta a pensar dessa forma foi a derrota por nocaute sofrida para Kamaru Usman, rei da divisão, em fevereiro.

Após o revés para o campeão dos meio-médios, ‘Durinho’ se recuperou ao controlar Stephen Thompson e aproveitou para desafiar Colby Covington, Jorge Masvidal, Leon Edwards e Neil Magny. Contudo, apesar dos constantes pedidos para lutar, o brasileiro segue sem adversário e acusa seus alvos de estarem com medo. Dessa forma, o especialista em jiu-jitsu admitiu que sua caminhada em busca do título dos meio-médios do UFC ficou complicada por conta da falta de iniciativa dos demais concorrentes. Mesmo assim, o atleta garantiu que seguirá em busca de combates e prometeu punir quem a organização colocar em sua frente.

Acho que duas atuações muito dominantes, daquelas sangrentas ou conseguindo o nocaute ou a finalização, podem me levar de volta ao cinturão. Depende do adversário. Tem que ser a combinação perfeita do lutador certo e do momento da divisão. Já que tive a oportunidade antes e comecei muito bem, mas perdi por nocaute técnico. É mais difícil ter outra oportunidade, essa é a realidade. Portanto, tenho que ter um desempenho muito dominante. Meu treinamento hoje é baseado nisso, sabendo que a próxima performance tem que chocar a todos”, declarou o ex-desafiante ao título dos meio-médios do UFC.

No UFC desde 2014, Gilbert ‘Durinho’, de 35 anos, atravessou seu melhor momento na organização entre 2018 e 2020, quando emplacou uma sequência de seis vitórias e disputou o título dos meio-médios. Atualmente, o brasileiro se encontra na segunda posição no ranking da categoria e possui triunfos marcantes sobre Demian Maia, Gunnar Nelson, Stephen Thompson e Tyron Woodley. No MMA, o atleta levou a melhor em 20 lutas e perdeu quatro vezes.