<
>

UFC: Gaethje 'crava' que será o próximo a disputar o cinturão dos leves e define 1º desafiante: 'A guerra está chegando'

Americano está em boa posição na corrida pelo posto de desafiante ao título da categoria após vitória sobre o compatriota Michael Chandler no peso-leve do UFC


É bem verdade que o UFC ainda não definiu qual será o próximo desafiante ao título do peso-leve (70 kg), porém Justin Gaethje já sacramentou sua posição contra o vencedor do duelo entre o campeão Charles Oliveira e Dustin Poirier, que acontecerá em dezembro. De acordo com o atleta, sua vitória sobre Michael Chandler, em batalha realizada em novembro, em Nova York (EUA), tem mais significado do que a sequência de triunfos que seus concorrentes possuem.

Na ocasião, Gaethje e Chandler confirmaram a expectativa da comunidade do MMA e proporcionaram ao público um espetáculo violento no octógono. Não à toa, a luta foi apontada por parte dos fãs, da imprensa especializada e demais atletas como a melhor da atual temporada e uma das melhores da historia do esporte. Nela, o ex-campeão interino do UFC resistiu aos ataques da antiga estrela do Bellator no primeiro round e virou o combate nos assaltos seguintes. Após levar o público ao delírio com sua performance, o profissional celebrou.

Em entrevista ao site "MMA Fighting", Gaethje, em boa posição na corrida pelo posto de desafiante ao título do peso-leve do UFC, lembrou da polêmica que se envolveu com Daniel Cormier e se mostrou feliz por encerrá-la. Antes da edição de número 268 acontecer, o ex-lutador e atual comentarista fez campanha para Islam Makhachev disputar o cinturão da categoria. Ao tomar conhecimento da posição do veterano, The Highlight pediu para o mesmo se calar e ser imparcial em seu trabalho de analista. da lutas Após a crítica do atleta e sua performance avassaladora contra Chandler, ‘DC’ admitiu que ele merece encarar o campeão.

“Isso me colocou em apuros muitas vezes na minha vida, mas me considero um atirador de verdade. Quando eu vejo algo, eu falo. Quando vi aquilo acontecer naquela noite, disse o que pensava, eu estava infeliz. Se Cormier estivesse no meu lugar e alguém estivesse tentando passá-lo para trás, tirar dinheiro de sua mesa, tirar comida de sua família, ele teria dito a mesma coisa. Tenho respeito pelo que Cormier tentou fazer, mas nem mesmo a ele pode desafiar a integridade do que eu acabei de fazer”, declarou o ex-campeão interino do UFC.

Além de Gaethje, o próprio Ali Abdelaziz, empresário do lutador, Beneil Dariush e Makhachev, sinalizou que o americano é quem merece ser premiado com a disputa pelo título no peso-leve. Inclusive, recentemente, o atleta e o russo discutiram sobre quem vai encarar o campeão na sequência. The Highlight indicou que o mais justo seria o concorrente realizar um novo duelo e citou o representante da Kings MMA como oponente ideal. Imediatamente, o amigo de Khabib Nurmagomedov respondeu e o desafiou. Confiante de que será o rei da categoria, o ex-detentor do cinturão interino aceitou o confronto com o profissional, mas com uma condição.

“Vou deixá-lo lutar primeiro pelo cinturão se conseguir seu lugar. Vou vencer Charles ou Poirier e, em seguida, vou deixá-lo ser o primeiro. Sim, estou ansioso por isso. A guerra está chegando. Ele tem que saber de uma coisa, a droga da guerra está chegando. Então venha”, concluiu.