<
>

Francis Ngannou explica por que não cumprimentou Ciryl Gane no UFC 268: 'Preferi ficar distante'

Ngannou afirmou que não cumprimentou o rival por conta da presença do ex-treinador e desafeto Fernand Lopez


Francis Ngannou e Ciryl Gane não se enfrentaram no UFC 268, realizado no dia 6 de novembro, porém protagonizaram uma cena que que chamou a atenção no mundo das lutas. Os dois se encontraram nos bastidores do show, que aconteceu em Nova York (EUA), mas não se cumprimentaram e o camaronês até lidou com algumas críticas ao seu comportamento. Por isso, o atleta fez questão de se justificar.

Em entrevista ao canal oficial de Daniel Cormier no ‘YouTube’, Ngannou revelou que só não falou com o próximo adversário pelo fato dele estar acompanhado de Fernand Lopez, seu ex-treinador na ‘MMA Factory’, e com quem nutre uma inimizade até os dias atuais.

“Se eu passasse por Gane e ele estivesse sozinho, eu falaria com ele. Eu quero ser legal, mas quando eu o vi naquela situação, pensei algumas coisas. Será que eu deveria dar um oi? Não sei. Eu poderia chegar mais perto, dizer oi e, de alguma forma, parecer eu disse algo que não é verdade. Chegar perto dele (Fernand Lopez) seria dar uma oportunidade. Além de eu ter certeza que ele não faz questão do meu cumprimento, eu estaria dando a chance de ele novamente colocar palavras na minha boca. Preferi ficar distante. Ele me ataca o tempo inteiro. Não consigo ignorar isso”, disse o campeão linear dos pesados.

Quando o fato aconteceu, muito se especulou que Ngannou tentou apimentar uma certa ‘rivalidade’ com Gane, por eles se enfrentarem no dia 22 de janeiro, no UFC 270, pela unificação do cinturão do peso-pesado da companhia. No entanto, o africano rechaçou qualquer desavença com seu próximo oponente, nem com Nassourdine Imavov, atleta do peso-médio (até 84 kg) do Ultimate, que também estava na cena.

“Não tenho nenhum problema com Imavov, nem com Ciryl, mas conheço o cara perto deles e seria estranho. Se eu cumprimentasse eles sem cumprimentar Fernand, também daria problema. Foi uma situação muito confusa. O que eu poderia fazer?”, concluiu.

No MMA profissional desde 2013, Francis Ngannou chegou ao topo da divisão em março deste ano, quando nocauteou o então campeão Stipe Miocic, no UFC 260, no segundo round. Este resultado coroou a fase do camaronês, que até superar o americano, havia vencido Curtis Blaydes, Cain Velásquez, Junior ‘Cigano’ e Jairzinho Rozenstruik.