<
>

Sofrendo nocaute brutal, boxeador suplica para luta continuar: 'Pronto para morrer'

play
Que energia! Aos 55 anos, Mike Tyson dá show em treinamento e mostra que segue em grande forma (0:11)

Assista às melhores lutas de boxe pela ESPN no Star+ (0:11)

Ex-campeão do mundo no peso-médio, o camaronês Hassan N'Dam N'Jikam perdeu para o cazaque Janibek Alimkhanuly, mas suplicou para que a luta continuasse mesmo após levar uma sequência 'insana' de golpes


Neste último domingo (21) um detalhe em especial chamou atenção durante uma luta de boxe em Las Vegas, nos Estados Unidos. Ex-campeão do mundo no peso-médio, o camaronês Hassan N'Dam N'Jikam, de 37 anos, perdeu para para o cazaque Janibek Alimkhanuly, mas se recusou a terminar o embate contra o rival, mesmo depois estar perdendo por nocaute após os sete primeiros rounds.

Foi então que, no oitavo round, N'Dam foi encurralado em um dos cantos do ringue por Alimkhanuly e recebeu vários socos. O juiz se preparava para interromper a luta, mas o camaronês implorou para que o embate continuasse.

"Não, não, não pare. Estou pronto para morrer aqui", disse.

Apesar de toda a insistência, o juiz deu um ponto final na luta, e o cazaque saiu vitorioso. Já Hassan N'Dam N'Jikam, perdeu o terceiro confronto nos últimos quatro disputados.

Ao final, Alimkhanuly ainda lembrou de toda a persistência do seu rival, apesar da derrota.

"Hoje estou pronto para ser o próximo campeão mundial. Mas, devo dar crédito a N'Dam, ele foi um ex-campeão durão que sofreu muitos castigos hoje", declarou.