<
>

UFC: Virna Jandiroba projeta camp na 'Alpha Male' após luta contra Amanda Ribas

Duelo entre brasileiras acontece neste sábado (30) no UFC 267


Recém-chegada a Abu Dhabi (EAU), onde medirá forças com a também brasileira Amanda Ribas neste sábado (30), pelo card do UFC 267, Virna Jandiroba já sabe qual será o seu próximo destino. Em busca de um intercâmbio esportivo e cultural, a peso-palha (52 kg) partirá em breve para os Estados Unidos, mais precisamente para a Califórnia, onde se juntará à tradicional e conceituada equipe ‘Team Alpha Male’, liderada pelo veterano Urijah Faber.

Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag Fight, Virna revelou que a experiência em terras estrangeiras era um desejo antigo e que, com a ajuda de seu empresário e o aval de seu treinador, finalmente se concretizará. Na ‘Alpha Male’ – equipe conhecida por abrigar ou já ter abrigado grandes nomes do esporte, como: TJ Dillashaw, Joseph Benavidez, Chad Mendes, Cody Garbrandt e o próprio Urijah Faber -, a baiana visa, além de aprimorar seus conhecimentos na língua inglesa, adicionar novas armas para o seu arsenal e, consequentemente, seguir no bom nível de evolução que tem apresentado nos últimos tempos.

A temporada na equipe norte-americana, no entanto, deve ser curta. A princípio, o período de treinamentos na ‘Alpha Male’ servirá como uma espécie de ‘minicamp’ e terá a duração de cerca de um mês. Porém, Virna não descarta a possibilidade de novas e mais longas estadias nos Estados Unidos, visando aprimorar suas técnicas e crescer como lutadora, e cita a estrutura oferecida pelo UFC PI (Instituto de Performance do UFC), em Las Vegas (EUA), como outro destino provável para o futuro.

“Logo depois daqui, eu estou indo para os Estados Unidos. Vou fazer um camp lá, treinar com a galera da Alpha Male. Vou ficar em torno de um mês lá. Já estou há um tempo ensaiando ficar um tempo nos Estados Unidos, fazer a imersão na língua, que para a minha carreira é muito importante. E o meu empresário, Tiago (Okamura), tem uma relação boa com a galera da Alpha Male. Meu professor, Renato Velame, também me indicou e aprovou a ideia de ir para lá. Foi o lugar que a gente achou mais bacana, com a minha cara, que a gente acha que pode acrescentar muito ao meu jogo”, contou a Jandiroba, antes de abrir as portas para novas experiências de treinamento nos Estados Unidos no futuro.

“Acho que é um caminho super possível. Eu e meu professor já tínhamos planejado. Obviamente que tem a questão de custo, que é grande. Mas a gente está ficando bem dentro da categoria, então a gente vai ter condições de fazer isso. Vai ser maravilhoso. A gente tem (também) a estrutura do UFC lá em Las Vegas. Então, a gente pensa a médio prazo de fazer um camp (completo) nos Estados Unidos”, finalizou a faixa-preta de jiu-jitsu.

Porém, antes de viajar para os Estados Unidos e se juntar à ‘Alpha Male’, Virna Jandiroba tem compromisso marcado para este sábado, em Abu Dhabi. A peso-palha – número 12 no ranking – vai em busca de sua quarta vitória na organização diante da décima colocada na lista top 15 da divisão, Amanda Ribas, em luta válida pelo card preliminar do UFC 267.