<
>

Fury x Wilder III: americano busca igualar marcas de Tyson e Ali na maior rivalidade do boxe atual

Boxeadores fazem terceiro duelo neste sabado, em Las Vegas, após um empate e uma vitória de Fury em luta que vale o cinturão dos pesados.


Tyson Fury e Deontay Wilder farão neste sábado, em Las Vegas, o terceiro capítulo da maior rivalidade dos pesos pesados do boxe mundial na atualidade. Esse será o primeiro combate entre os dois desde fevereiro de 2020, quando o britânico venceu o norte-americano por nocaute técnico.

Dois anos antes, eles haviam empatado em uma decisão controversa. Agora, Fury (30 vitórias e 1 empate em 31 lutas) tenta manter seu cinturão do WBC e do 'The Ring' diante de Wilder (42-1-1).

Os grandes eventos do boxe mundial têm transmissão pela ESPN no Star+.

O norte-americano pode igualar algumas lendas do boxe com uma vitória. Wilder pode ser um raro caso de peso pesado que recuperou o cinturão do WBC após perdê-lo.

Somente Muhammad Ali (1974), Mike Tyson (1996), Lennox Lewis (97 e 2001), Hasim Rahman (2005) e Vitali Klitschko (2008) conseguiram isso.

Dono de 9 nocautes em lutas de cinturão entre os pesados, Wilder pode igualar a marca de Tyson e Lennox Lewis, que têm 10 neste tipo de combate. O recordista desta estatística é Joe Louis (23).

Mas o adversário de Wilder é também um fenômeno.

Tyson Fury é o único peso pesado na história a interromper duas sequências de dez defesas de título. Ele quebrou a marca de Wilder no ano passado e em 2015 fez o mesmo com o ucraniano Wladimir Klitschko.