<
>

Rafael dos Anjos passa por cirurgia e luta contra Makhachev no UFC 267 corre risco

play
UFC: Volkanovski 'sobrevive' a 3 finalizações, 'amassa' Ortega e mantém cinturão em luta completamente insana; VEJA (0:43)

Volkanovski e Ortega fizeram uma das lutas mais incríveis do ano e, talvez, da história do UFC (0:43)

Marcado pela terceira vez pelo UFC, o combate entre Rafael dos Anjos e Islam Makhachev – desta vez agendado para o dia 30 de outubro, pelo card do UFC 267, em Abu Dhabi (EAU) – corre o risco de ser cancelado novamente. Em entrevista ao ‘Portal do Vale Tudo’, o brasileiro revelou ter passado recentemente por uma cirurgia no joelho e, por isso, pode não estar apto a competir contra o russo.

De acordo com o ex-campeão peso-leve (70 kg) do UFC, a cirurgia para tratar uma lesão no menisco do joelho foi realizada há duas semanas, o que, contando com o período de recuperação e retorno aos treinos, poderia impossibilitar sua participação no evento do dia 30 de outubro.

Ainda assim, ‘RDA’ se diz disposto a encarar o desafio, embora admita que a decisão sobre sua atuação no UFC 267 será tomada em conjunto com a organização, os médicos, seus representantes e o corpo técnico que o auxilia, liderado por André ‘Dedé’ Pederneiras, da ‘Nova União’.

“Eu tive uma lesão a duas semanas atrás. Dei uma machucada no joelho, fiz até uma cirurgia. Faz duas semanas (que fiz a cirurgia), fez duas semanas ontem (sábado, 25/09). (…) Mas a luta está aí. Eu já estou sem muleta, andando bem. A minha vontade é fazer a luta, mas vamos ver”, revelou Dos Anjos, antes de continuar.

“A luta já é dia 30 (de outubro), acho que apertaria um pouco. Acho que mais uma ou duas semanas, dez dias, até eu começar a me mexer e treinar luta. Mas eu já venho treinando o ano inteiro. Então, a gente está analisando. Eu sou lutador, luto de qualquer jeito. Mas vamos ver com eles. Vamos ver como meu corpo vai se sentir nesses dias para frente”, concluiu.

Vale lembrar que o duelo entre Rafael dos Anjos e Islam Makhachev já havia sido marcado pelo UFC em outras duas oportunidades, em outubro e novembro de 2020. No entanto, por problemas de saúde, uma vez do brasileiro e outra do russo, o combate não saiu do papel.