<
>

Ex-UFC enfrenta sentença de prisão potencialmente longa após acusações de crimes

play
UFC: Anthony Smith vence Ryan Spann com guilhotina linda, sai provocando e quase causa 'treta'; VEJA (0:45)

Anthony Smith venceu o evento principal e quase causou confusão após a vitória (0:45)

Jason Miller procurou e, dessa vez, encontrou um problema grande para lidar. No dia 10 de setembro, o ex-lutador do UFC foi preso, em Los Angeles (EUA), acusado de cometer violência doméstica e por resistir à prisão. Caso seja condenado, o veterano pode receber uma sentença de prisão potencialmente longa, já que sua ficha criminal é extensa.

É bem verdade que Miller se declarou inocente das duas acusações, porém ambas são consideradas crimes no estado da Califórnia. De acordo com o site ‘TMZ Sports’, os policiais atenderam a ligação de uma mulher que brigou com o ex-lutador do UFC e deu queixa de seu comportamento. A vítima, em questão, exibia machucados em torno do rosto e do pescoço. Na sequência, ‘Mayhem’, supostamente, se trancou no banheiro ao perceber a chegada da polícia, resistiu à prisão e teve que ser eletrocutado antes de ser preso.

Como Miller tem um longo histórico criminal, incluindo passagens pela cadeia, pode enfrentar uma sentença ainda mais severa se for condenado pelos crimes. No código penal da Califórnia, o indivíduo acusado de praticar violência doméstica e que foi condenado anteriormente tende a receber uma sentença de prisão ainda maior.

De acordo com os registros, Miller permanece sob custódia e sua próxima audiência está marcada para o dia 25 de outubro. Originalmente, o pagamento da fiança foi fixado em um milhão e trezentos mil dólares (cerca de R$ 6,8 milhões), mas agora foi reduzido para 150 mil dólares (cerca de R$ 790 mil), que ainda não foi pago. Vale lembrar ‘Mayhem’ viveu situação parecida, em 2017. Na ocasião, o ex-lutador do UFC se declarou culpado de uma acusação de violência doméstica.

Jason Miller, de 40 anos, é figurinha conhecida da polícia. Além dos crimes de violência doméstica, ‘Mayhem’ já foi condenado a um ano de prisão por vandalismo e violação de uma ordem de proteção, e a um ano de prisão por vandalismo e tentativa de roubo. O veterano também teve problemas por dirigir embriagado, tentativa de agressão aos policiais e invasão de propriedade. O caso mais conhecido aconteceu em 2014, quando o americano se envolveu em um impasse com uma equipe da SWAT e transmitiu o evento ao vivo.