<
>

UFC: Masvidal projeta data para retorno e mira trilogia contra Kamaru Usman: 'Preciso dar o troco'

play
Barriga de aço! Ngannou leva série de socos na barriga e tira onda tomando 'cafézinho' (0:28)

Lutador brincou com o momento e divulgou nas redes sociais (0:28)

Jorge Masvidal não foi feliz em sua última aparição no octógono. Em abril, na Flórida (EUA), o veterano disputou a revanche contra o campeão Kamaru Usman pelo título dos meio-médios (77 kg) do UFC e perdeu novamente ao ser nocauteado no segundo round. Contudo, se engana quem pensa que a rivalidade entre eles acabou.

Pelo menos, não por parte de Masvidal. Em suas redes sociais, o detentor do cinturão ‘BMF’ (lutador mais durão) realizou uma sessão de perguntas e respostas com seus fãs e deixou claro que a terceira luta contra Usman faz parte de seus planos para o futuro. Apesar do interesse em um novo duelo com o nigeriano no octógono, dessa vez, ‘Gamebred’ foi respeitoso e ignorou o ‘trash talk’. Vale lembrar que, após ser derrotado pelo campeão do UFC novamente, o americano o elogiou e pregou respeito.

“Dezembro ou antes. Qualquer um que me leve ao título novamente. Eu não discrimino. Usman novamente, porque ele me pegou. Eu preciso dar o troco”, escreveu Masvidal, respondendo sobre quando pretende lutar novamente, contra quem e ressaltando seu interesse em uma trilogia contra Usman.

Como vem de duas derrotas seguidas para Usman, o veterano mostrou consciência de que vai precisar enfrentar outros tops dos meio-médios para voltar a se aproximar de uma nova disputa pelo cinturão da categoria. Sendo assim, velhos conhecidos constam em seu radar, cada qual com uma história diferente.

Masvidal abriu as portas para uma revanche com Nate Diaz, luta que originou o cinturão ‘BMF, mesmo tendo vencido no primeiro encontro, provocou Colby Covington, seu ex-amigo e atual rival por conta dos entreveros no tempo em que ambos compartilhavam treinos na ‘American Top Team’, e também mostrou interesse em acertar as contas com Stephen Thomspon, já que foi derrotado pelo mesmo em 2017.

“Da próxima vez, outro homem adulto não o salvará (Nate Diaz). Ele (Covington) contratou alguns policiais para proteção. Sim. Tem que fazer (revanche com Thompson) antes da história acabar”, concluiu.