<
>

Na bronca com o UFC, Stipe Miocic desabafa e indica chance de fechar com o ONE Championship

play
UFC: em luta com 'banho de sangue', Dillashaw tem buraco aberto na sobrancelha, resiste e vence; VEJA! (0:50)

TJ Dillashaw venceu Cory Sandhagen em batalha sangrenta no UFC Vegas 32 (0:50)

O Ultimate decidiu movimentar a categoria do peso-pesado e criou o cinturão interino, que será disputado por Derrick Lewis e Ciryl Gane, no dia 7 de agosto, na luta principal do UFC 265. O vencedor vai ter a chance de encarar o campeão Francis Ngannou. Mas mesmo com essa postura da organização de realizar duelos importantes, um outro importante integrante da divisão está na bronca. Trata-se de Stipe Miocic.

O ex-detentor do cinturão do Ultimate sugeriu que poderia deixar a franquia por discordar do tratamento que está recebendo. Além dos dois atletas que lutam pelo título interino, Jon Jones também deve ficar à frente do americano na corrida por um duelo pela coroa da divisão. Por isso, o americano flertou com outra companhia.

A organização em questão seria o ONE Championship. Tudo começou quando a liga asiática fez um post em suas redes sociais com o presidente Chatri Sityodtong com uma caneta na mão e a pergunta quem os fãs gostariam que a franquia contratasse. Neste momento, Miocic respondeu com ‘emojis’ com caras pensativas e fez um desabafo.

“Eu não deveria ter que esperar por um vencedor. Tenho o maior número de defesas de título nos pesos-pesados em todos os tempos. Estamos (empatados) 1 a 1 (com Ngannou), mas Daniel Cormier teve revanches imediatas e trilogia contra mim”, disparou o ex-campeão.

Stipe Miocic, de 37 anos, é um dos principais lutadores da história do peso-pesado no MMA e seus números no UFC impressionam. O ex-campeão é o atleta que mais vezes defendeu o título da categoria (três vezes) pela companhia.

O veterano também é o quinto com mais vitórias e nocautes no peso-pesado. Seus triunfos de maior destaque no esporte foram diante de Alistair Overeem, Andrei Arlovski, Daniel Cormier (duas vezes), Fabrício Werdum, Francis Ngannou e Júnior ‘Cigano’.