<
>

UFC: Sandhagen discorda de decisão dos juízes em derrota para Dillashaw, mas mantém otimismo: 'Ainda vou ser campeão do mundo'

play
UFC: em luta com 'banho de sangue', Dillashaw tem buraco aberto na sobrancelha, resiste e vence; VEJA! (0:50)

TJ Dillashaw venceu Cory Sandhagen em batalha sangrenta no UFC Vegas 32 (0:50)

Segundo colocado no ranking dos galos (61 kg), Cory Sandhagen chegou para o duelo contra TJ Dillashaw, no último sábado (24), pelo main event do UFC Vegas 32, com a esperança de que um novo triunfo o credenciaria para uma disputa de título. Porém, a derrota para o ex-campeão da categoria, na decisão dividida dos juízes, frustrou os planos do americano.

Ainda assim, ‘The Sandman’, como é conhecido, mantém o otimismo para o futuro. A postura se baseia justamente na controversa decisão dos jurados. Em entrevista à ESPN durante a transmissão do pós-show, Sandhagen discordou da derrota e prometeu seguir seu planejamento para se tornar campeão do UFC.

Contrariado com o resultado apontado pelos juízes em suas papeletas, o peso-galo conversou com o matchmaker Sean Shelby nos bastidores do evento e fez o dirigente prometer que a derrota não o afasta completamente de uma futura disputa de cinturão.

“Eu sei que o machuquei mais vezes do que ele a mim. Eu acho que estava acertando os golpes mais claros. Eu estava incomodando ele. Talvez eu deveria ter feito mais. Isso é minha culpa. Eu disse a mim mesmo que estava ganhando o quinto round. Eu achei que ganhei. Não sei. O que você pode fazer? Eu acho que fiz bons ajustes durante a luta. Acho que vou aprender com isso. Eu ainda vou ser campeão do mundo. Ainda vou fazer todas as coisas que eu disse que iria fazer. Eu apenas tenho que aprender e melhorar, eu acho”, lamentou Cory, antes de contar sobre o encontro com o dirigente do UFC.

“Sean Shelby acabou de falar comigo nos bastidores. Eu fiz com que ele me prometesse que eu estou a uma luta de ganhar o título. Ele disse: ‘Não há nada que eu possa fazer sobre a derrota, mas eu prometo a você que você ainda está a uma luta do título’. Eu disse: ‘Eu vou fazer você jurar de dedinho para mim’. Ele fez. (…) Eu não quero ser um bebê chorão. Eu vou aceitar isso. Vou ficar melhor depois disso. É isso que eu vou fazer. E eu ainda vou ganhar o campeonato mundial, espero que ainda no próximo ano”, cconcluiu.

Agora, Cory Sandhagen soma sete vitórias e duas derrotas no octógono mais famoso do mundo. Seus únicos reveses vieram pelas mãos de Aljamain Sterling, atual campeão da divisão dos galos, e TJ Dillashaw, antigo soberano da categoria.