<
>

UFC: após ter luta cancelada, Chiasson revela que não consegue nem andar por causa de fratura por estresse

play
Chael Sonnen deixa rivalidade de lado e manda 'conselho de aniversário' para Jon Jones (0:59)

Americanos protagonizaram uma das maiores rivalidades da história do UFC (0:59)

Após ter sua luta contra Aspen Ladd cancelada às vésperas do UFC Vegas 32, Macy Chiasson veio a público para prestar esclarecimentos sobre a lesão responsável pelo cancelamento do combate. Em publicação na sua página oficial no Instagram, a peso-galo (61 kg) revelou que sofreu uma fratura por estresse no seu pé e, sem poder sequer andar direito, se viu obrigada a se retirar do compromisso.

De acordo com a lutadora, a lesão ocorreu ainda durante sua preparação para a luta contra Ladd, mas estava estabilizada até a véspera da pesagem oficial do evento, quando teve uma piora e a impossibilitou de competir.

Chiasson ainda se desculpou com a adversária e admitiu que torce para que o confronto seja remarcado para uma data futura, quando já estiver recuperada.

“Eu vim para essa luta com uma fratura por estresse no meu pé que veio do camp. Deveria estar usando uma bota, mas estava me sentindo bem com ele enfaixado. Eu, então, machuquei novamente ele na noite passada (quinta-feira), treinando antes do meu corte (de peso). Eu mal posso andar, muito menos lutar. Eu só quero dizer que eu sinto muito e que eu nunca estive mais preparada na minha vida para essa luta. Infelizmente, isso acontece no esporte. Eu realmente quero que todo mundo veja quão bem eu estou lutando. Eu espero que essa luta seja remarcada para uma data posterior. Nós trabalhamos muito duro para isso. Eu só quero agradecer ao UFC e (matchmaker) Mick Maynard por tudo que vocês fazem por nós e por essa oportunidade”, declarou Macy.

O confronto entre Aspen Ladd e Macy Chiasson colocaria frente a frente a terceira e a décima colocadas no ranking peso-galo (61 kg), respectivamente. A primeira não compete desde dezembro de 2019, quando derrotou a russa Yana Kunitskaya, enquanto Chiasson lutou pela última vez em março deste ano, quando venceu Marion Reneau e chegou à segunda vitória seguida na liga.