<
>

Anderson Silva explica segredo que o fez vencer luta de boxe contra ex-campeão

Recentemente, o boxe passou a abrigar o retorno de lutadores veteranos do esporte e de outras modalidades, e ofereceu combates um tanto quanto inusitados até mesmo entre youtubers e profissionais. O último atleta que se aventurou na nobre arte foi Anderson Silva, porém a lenda do MMA surpreendeu. No último sábado (19), ‘Spider’ foi até o México e, mesmo sendo apontado como azarão pelas casas de apostas, venceu Julio Cesar Chavez Jr. no ringue. De acordo com o brasileiro, o segredo para ter sucesso é simples.

Na coletiva de imprensa pós-evento, Anderson destacou que sua migração do MMA para o boxe foi feita de maneira especial. Vale lembrar que, em seu longo reinado no UFC, o ex-campeão do peso-médio (84 kg), constantemente, expressava o interesse em lutar nos ringues e não escondia seu amor pelo esporte.

E tal sentimento levou ‘Spider’ a encarar o desafio no boxe de uma forma diferente dos demais atletas que se aventuram no esporte sem o preparo adequado. Contente por vencer um ex-campeão mundial, Anderson frisou que o respeito que possui pelas artes marciais foi preponderante para obter o resultado positivo.

“Não consigo comparar. Isso é completamente diferente. O boxe é um esporte tradicional. Quando as pessoas tentam lutar boxe, precisam entender que não é fácil. Isso não é o mesmo que MMA. MMA e boxe são esportes diferentes. Quando você vai para disciplinas diferentes, precisa respeitar e treinar muito. Eu não poderia lutar boxe sem mostrar respeito pelo boxe. Isso é respeito pelas artes marciais, pela luta. A comunidade do boxe me mostrou respeito. Talvez, eu lute novamente no boxe”, declarou ‘Spider’.

Anderson Silva, de 46 anos, é um dos lutadores mais celebrados dos esportes de combate. Em seu auge no MMA, o brasileiro marcou época no UFC. ‘Spider’ conquistou o título do peso-médio logo após sua estreia na companhia e o defendeu dez vezes. Não à toa, o veterano é considerado por parte da comunidade das artes marciais mistas o maior nome da história da modalidade. Seus principais trunfos foram diante de Chael Sonnen (duas vezes), Dan Henderson, Demian Maia, Forrest Griffin, Rich Franklin (duas vezes) e Vitor Belfort.