<
>

Rival de Anderson Silva no boxe não aceita derrota e dispara: 'No máximo um empate'

play
Anderson Silva supera ex-campeão Julio César Chávez Jr. na volta ao boxe e faz história; veja como foi (1:32)

Mesmo aos 46 anos, "Spider" mostrou que ainda pode competir e ser responsável pelo entretenimento no mundo das lutas. (1:32)

Anderson Silva voltou a fazer uma luta de boxe após 16 anos, seu primeiro combate desde que foi dispensado do UFC, no fim de 2020. E o brasileiro, aos 46 anos, mostrou a todos os lances costumeiros de seu auge no MMA, de 2006 a 2013, e venceu. No entanto, seu rival na madrugada deste domingo (20) não concordou com a decisão dividida dos juízes e contestou a derrota.

"Fiquei aquém em golpes, o deixei fazer sua luta, mas penso que não ganhou. No máximo era um empate", começou o mexicano Julio César Chávez Jr. A luta foi no Estádio Jalisco, em Guadalajara, no México.

Dois juízes consideraram o 'Spider' vencedor (77-75 e 77-75), enquanto o outro entendeu que o lutador da casa foi quem levou a melhor (77-75).

Chávez Jr., que é 11 anos mais novo (tem 35) que o brasileiro, ex-campeão mundial de boxe e filho da lenda da modalidade Julio César Chávez, de 58 anos e aposentado, seguiu com sua avaliação.

"Eu estava em boas condições, ele me levou bastante para as cordas e se movimentou bastante. Mas em nenhum momento senti que me dominou."

Chávez Jr. fez seu retorno aos ringues após sete meses. Ele tem um cartel com 59 combates, sendo 52 vitórias (34 por nocaute), seis derrotas e um empate.

A luta

Anderson "gostou" da luta, se sentindo confortável no ringue. A lenda do MMA até fez as famosas fintas que o deixaram famoso no UFC, baixando a guarda e abusando das esquivas com a cabeça.

No terceiro round, Anderson Silva até chamou, literalmente, Chávez para lutar no canto do ringue, baixando a guarda, similar ao que ele fez nos bons tempos de UFC com Forrest Griffin e tantos outros.

No quinto assalto, Spider deu mais mostras de que estava parecendo a sua versão no auge, reagindo com contra-ataques avassaladores.

O brasileiro castigou o mexicano com seus jabs e contra-ataques. Chávez, do outro lado, não conseguiu encaixar nenhuma sequência relevante.

Tanto é que Anderson Silva deixou o ringue com o rosto praticamente intacto, sem lesões.

play
1:32

Anderson Silva supera ex-campeão Julio César Chávez Jr. na volta ao boxe e faz história; veja como foi

Mesmo aos 46 anos, "Spider" mostrou que ainda pode competir e ser responsável pelo entretenimento no mundo das lutas.

Mesmo aos 46 anos, Anderson Silva mostrou que ainda pode competir e ser responsável pelo entretenimento no mundo das lutas.

Ao fim dos 8 rounds, Anderson Silva recebeu os cumprimentos de Canelo Álvarez, mexicano que é um dos principais boxeadores da atualidade, em cima do ringue.