<
>

OPINIÃO: Anderson Silva faz o inacreditável e relembra ao mundo por que é uma das maiores lendas da história

play
Anderson Silva supera ex-campeão Julio César Chávez Jr. na volta ao boxe e faz história; veja como foi (1:32)

Mesmo aos 46 anos, "Spider" mostrou que ainda pode competir e ser responsável pelo entretenimento no mundo das lutas. (1:32)

Anderson Silva fez algo simplesmente inacreditável neste final de semana. Aos 46 anos de idade, resolveu migrar para outro esporte sem querer saber de moleza com uma luta de exibição diante de um Youtuber. Pelo contrário: foi para o boxe para enfrentar um ex-campeão do mundo então com 52 vitórias em 59 lutas na carreira, o mexicano Julio César Chávez Jr, de apenas 35 anos. E o Spider não só venceu como dominou o adversário do começo ao fim.

Reparem: Anderson venceu um ex-campeão 11 anos mais novo que ele, no esporte e também na casa do adversário, no Estádio Jalisco, no México.

É um feito praticamente sem precedentes no esporte.

Em uma comparação aleatória, seria como se Ronaldo Fenômeno resolvesse jogar futsal a essa altura da vida dele – e ainda se destacasse em meio a profissionais muito mais novos que ele, dominasse um confronto contra Rodrigo Capita, do Sorocaba, por exemplo.

Anderson Silva teve 8 anos difíceis no MMA. Primeiro por uma certa falta de motivação após dominar o mundo por tanto tempo. Depois com uma lesão assustadora e toda a dificuldade da recuperação. E, por fim, com o peso da idade que lhe tirou a velocidade dos tempos áureos.

Foram 8 anos em que o mundo pareceu se esquecer aos poucos quem é Anderson Silva.

A noite deste sábado é uma lembrança a todos. Anderson é simplesmente uma das maiores lendas da história dos esportes de combate. Nenhum lutador de MMA foi tão mágico quanto ele. Há quem manteve o cinturão por mais tempo, há quem teve mais vitórias consecutivas, há quem nunca perdeu...

Mas ninguém foi tão brilhante! Ninguém encantou tanto com golpes surpreendentes e uma velocidade incrível para desviar de ataques como Spider.

A vitória contra Chávez é quase como uma justiça do esporte com ele. Anderson Silva não merecia se despedir sendo nocauteado como foi por Uriah Hall. Muito menos ouvindo as duras palavras que Dana White disse naquela noite.

Anderson merece ser reverenciado. E por um público ainda maior que o do MMA.

play
1:32

Anderson Silva supera ex-campeão Julio César Chávez Jr. na volta ao boxe e faz história; veja como foi

Mesmo aos 46 anos, "Spider" mostrou que ainda pode competir e ser responsável pelo entretenimento no mundo das lutas.

O mundo teve mais uma chance de ter o gostinho de ver o que é o show de Spider, com as mãos abaixadas, sem guarda e se colocando contra as guardas para o rival ir para cima – sem nunca conseguir acertar um golpe mesmo assim.

Que todos se lembrem: o Anderson Silva é e sempre será esse, uma das maiores lendas da história.