<
>

UFC: Michel Pereira mira Nate Diaz como próximo adversário e 'detona' atitude do americano: 'Faria pior para cima dele'

play
Demian não acha ruim boxe com youtubers, mas sugere luta de jiu-jitsu (1:46)

Brasileiro do UFC falou em entrevista exclusiva ao ESPN.com.br (1:46)

Conhecido por ser um dos atletas mais empolgantes no plantel do UFC, Michel Pereira visa dar continuidade ao seu bom momento na companhia. O próximo compromisso do brasileiro vai acontecer na edição de número 264, que será realizada no dia 10 de julho, em Las Vegas (EUA), contra Niko Price, mas o profissional já pensa além. Animado, o paraense revelou que, caso vença o atual adversário, vai desafiar um grande nome do MMA.

Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag. Fight, Michel expressou o interesse em lutar contra Nate Diaz que, apesar de não ser tão frequente no octógono, é uma estrela do UFC. Sobre o hipotético duelo, o brasileiro explicou que não busca o confronto para aproveitar a fama do bad boy no esporte, mas, sim, porque aprova seu estilo irreverente de atuação.

A curiosidade é que tanto o paraense, quanto o americano costumam provocar seus oponentes no octógono com brincadeiras e ataques inusitados. De acordo com Michel, o duelo seria de alto nível, teria trash talk e também a aprovação dos fãs.

“Na próxima agora, ganhando, gostei da performance do Nate. Sempre tive vontade de lutar com ele, Não por causa do nome. Muita gente pensa que é por causa do nome, mas não é. Eu sou um cara que aprecio a forma como ele luta e acho que seria muito legal, meu estilo com o dele. A gente trocar uns tapas, trocar umas porradas. Ele é um cara que zoa muito e acho legal isso. Imagina dois estilos lutando daquela forma. Tenho muita vontade de lutar com ele e, na próxima luta, vou desafiar”, declarou o Paraense Voador.

A última aparição de Nate no UFC aconteceu no último sábado (12), na edição de número 263, realizada no Arizona (EUA). Na ocasião, o americano foi derrotado por Leon Edwards, mas saiu com moral do octógono, já que quase nocauteou o favorito no quinto round.

Como o americano provocou o adversário e aplicou seus tradicionais tapas no rival, Michel se colocou no lugar do inglês e criticou sua postura ao ser alvo desse tipo de ataque. Inclusive, o brasileiro contou que, caso o bad boy se comportasse da mesma forma contra ele no octógono, não deixaria barato e iria castigá-lo.

“Seria legal. Vendo a luta dele sábado, pensei. Se ele fizesse isso, eu não ia ficar só olhando que nem o Edwards. O Nate fazendo isso para mim, eu ia fazer o pior para cima dele. Imagina como seria a luta nossa. Eu não aguento ver o cara fazendo uma onda e eu não fazer uma por cima. Seria uma luta muito boa para se assistir”, concluiu.

No MMA profissional desde 2011, Michel Pereira soma 25 vitórias, 11 derrotas e dois no contest (sem resultado) em seu cartel. Pelo UFC, o paraense venceu três combates e saiu derrotado em outras duas ocasiões. Atualmente, o meio-médio se prepara para o confronto contra Niko Price em Las Vegas, na Overcome Academy, do preparador físico Rafael Alejarra.