<
>

Com luta de boxe marcada, Anderson Silva abre as portas para competir em outros esportes

play
Demian não acha ruim boxe com youtubers, mas sugere luta de jiu-jitsu (1:46)

Brasileiro do UFC falou em entrevista exclusiva ao ESPN.com.br (1:46)

A temporada 2020 marcou a despedida de Anderson Silva do MMA. Após o nocaute sofrido para Uriah Hall, em outubro, o ‘Spider’ encerrou seu vínculo com o UFC e anunciou que se afastou da modalidade. No entanto, o mesmo não se aplica aos demais esportes de combate. Tanto que o ex-campeão do peso-médio (84 kg) do Ultimate vai disputar uma luta de boxe contra o pugilista Julio Cesar Chavez Jr., neste sábado (19), no México, e planeja seguir em atividade.

Em entrevista ao site ‘BJ Penn’, Anderson elogiou o adversário e se mostrou ansioso para voltar aos ringues. Para o duelo, a lenda do MMA terá que compensar a diferença de experiência e deve encontrar um ambiente hostil, já que o encontro acontece na casa do adversário.

Inclusive, o ‘Spider’ explicou que abraçou o desafio, justamente, porque não tinha mais motivação no MMA. Revigorado por sair do UFC, o ex-campeão, que sempre mostrou interesse de lutar boxe ao longo dos anos, também se colocou à disposição para realizar aparições nos demais esportes que domina.

“É um esporte incrível, o boxe é um esporte tradicional. Tenho sorte de ter a oportunidade de lutar no boxe contra um nome incrível, estar no mesmo card que Júlio César Chávez e lutar contra seu filho. Estou tão feliz. Venho treinando boxe há muitos anos. No Brasil, lutei profissionalmente, claro, não no mesmo nível. Eu apenas tento aproveitar o momento e dar o meu melhor para passar uma boa mensagem para cada pessoa que me observa”, declarou Anderson, antes de completar.

“Ele nasceu no boxe e tem muita experiência. É um bom desafio para mim. Não preciso provar nada para ninguém. Só vou curtir meus momentos. Principalmente agora, posso lutar jiu-jitsu, kickboxing, boxe, luta livre. Tudo. Preciso apenas focar no treinamento e dar o meu melhor na luta. Minha equipe e eu estamos treinando forte”, concluiu.

Atualmente, o momento esportivo de Anderson não é bom. O ex-campeão do peso-médio do UFC perdeu três lutas seguidas e venceu apenas um duelo no período entre 2013 e 2020. Contudo, em seu auge, o brasileiro marcou época na organização. ‘Spider’ conquistou o título da categoria logo após sua estreia na companhia e o defendeu dez vezes. Não à toa, o veterano é considerado por parte da comunidade do MMA um dos maiores nomes da história do esporte.