<
>

Edson Barboza garante viver melhor fase da carreira após aplicar nocaute raro no UFC

play
Veja como Charles do Bronx virou a luta, nocauteou Chandler e se tornou campeão do UFC (0:44)

Charles do Bronx nocauteou Michael Chandler no main event do UFC 262, evento disputado em Houston (EUA) neste sábado (15), e conquistou o cinturão dos pesos-leves (70kg) da organização. (0:44)

Depois de quatro anos, Edson Barboza voltou a emplacar uma sequência de vitórias no UFC. Na edição de número 262, realizada no último sábado (15), em Houston (EUA), o brasileiro nocauteou Shane Burgos no terceiro round, venceu pela segunda vez no peso-pena (66 kg) e se aproximou de integrar o top-10 da categoria. Além disso, o triunfo rendeu mais um ‘highlight’ na carreira do striker, que mostrou confiança quanto ao seu futuro na divisão.

Na coletiva de imprensa pós-UFC 262, Edson, de 34 anos, celebrou a atual fase que vive na carreira. Mesmo sendo um veterano da organização, o brasileiro garantiu que ainda tem bastante a mostrar no octógono para seus fãs e também para os adversários. Empolgado com a performance diante de Burgos, o striker revelou que se transformou ao trocar o peso-leve (70 kg) pelo peso-pena e cravou que se encontra na melhor forma física de sua vida. Após renovar o contrato com a companhia e impressionar na última aparição, Edson pediu para enfrentar um grande nome da categoria na sequencia.

“Estou melhor do que nunca. Estou ficando mais velho, mas melhor a cada dia. Quando cheguei aos 30, achei que minha carreira estava acabada, mas não, é o oposto. Sinto que, hoje, estou mais saudável do que nos outros anos. Hoje, treino de maneira correta, descanso e respeito meu corpo. Me sinto forte e rápido. Estou na melhor forma física da minha vida. Quero enfrentar os melhores e o UFC sempre me deu a chance de lutar contra os tops. Eu, realmente, acredito que mereço enfrentar um top-5 dos penas. Estou no meu caminho em busca do cinturão. Tenho muitas lutas no UFC e estou perto”, analisou o veterano.

O combate entre Edson e Burgos cumpriu a expectativa da comunidade do MMA, uma vez que a dupla protagonizou uma batalha no UFC 262. Não à toa, os profissionais faturaram o bônus de ‘luta da noite’. No duelo, o brasileiro castigou o oponente com seus chutes baixos e também mostrou evolução no boxe. Inclusive, seus socos encerraram o confronto de forma curiosa. Após receber o ataque de Edson, o americano caiu seis segundos depois. Mesmo com sua experiência na trocação, o striker admitiu que ficou surpreso com o desfecho.

“Não entendi o nocaute. Sabia que conectei bons golpes, porque senti isso. Vi que ele estava estranho, então algo aconteceu, ele caiu e eu parti para acabar com a luta. Preciso ver de novo, porque não sei o que houve. Não sei qual golpe pegou. Ele não se lembra do que aconteceu e nem eu. Foi engraçado. Nas minhas três lutas nos penas, dei knockdown em Ige, Amirkhani e Burgos. Meu boxe está melhorando e meus chutes também”, concluiu.

Atualmente, Edson Barboza se encontra em 13º lugar na classificação do peso-pena, mas ao nocautear Shane Burgos, número nove, a tendência é que o brasileiro passe a integrar o top-10 da categoria na próxima atualização do ranking. No UFC desde 2010, o atleta disputou 25 lutas pela organização, venceu 16 e perdeu nove vezes. Seus triunfos de maior destaque no esporte foram diante de Anthony Pettis, Beneil Dariush, Dan Hooker, Gilbert Melendez, Paul Felder e Shane Burgos.