<
>

Ex-campeã do UFC, Joanna Jedrzejczyk mira retorno em agosto e descarta luta com Marina Rodriguez

play
Jacaré demonstra confiança em Charles do Bronx antes da luta pelo título: 'Melhor finalizador do UFC' (2:15)

Lutador concedeu entrevista exclusiva à ESPN Brasil (2:15)

Com a volta do público nos eventos numerados do UFC, outro retorno bastante importante para a organização também se aproxima. Sem lutar desde março do ano passado, por não concordar em se apresentar em ginásios vazios por conta da pandemia de COVID-19, a ex-campeã peso-palha (52 kg) Joanna Jedrzejczyk parece disposta a entrar no octógono novamente e faz planos para seu próximo compromisso.

Em entrevista ao site ‘BJPenn.com’, a lutadora polonesa revelou que pretende retomar seus treinamentos na academia ‘American Top Team’, na Flórida (EUA), em breve e, com isso, se preparar para sua volta aos octógonos no segundo semestre deste ano.

Quanto à possíveis alvos, a lista de potenciais adversárias de Joanna parece continuar bastante restrita.

Inclusive, a polonesa, que recentemente teve seu nome vinculado a um possível duelo contra a brasileira Marina Rodriguez, fechou as portas para o confronto.

Sem interesse em se testar contra a gaúcha, Joanna parece focada em conseguir uma disputa de título, agora contra a recém-coroada Rose Namajunas, ou em uma revanche contra a chinesa Zhang Weili.

“Eu me vejo entrando no octógono, no mais curto prazo, no final de agosto, começo de setembro. Nós vamos estar prontos. É em breve, logo ali. Em duas semanas eu vou voar de volta para os Estados Unidos, para a American Top Team. Eu mal posso esperar para voltar e começar a trabalhar. Vamos ver o que vai acontecer”, antecipou Joanna, antes de negar interesse no duelo contra Marina Rodriguez.

“Eu não estou interessada (na luta contra Marina). Não, (não vi a luta dela). Não posso falar muito (risos). Feliz por ela. Eu conheço Michelle Waterson, eu a amo. Eu gosto tanto dela. Nós nos enfrentamos, mas eu gosto da Michelle Waterson. Ela é um ser humano tão legal e bom. Mas você sabe, eu estou feliz por Rodriguez. Ela lutou com uma das melhores e eu estou feliz, desejo a ela o melhor. Talvez nós vamos nos ver, eu não sei. Eu não estou planejando. Estou focada nos meus objetivos, nos meus alvos”, finalizou.

Com carreira de destaque no muay thai e no kickboxing, Joanna Jedrzejczyk migrou para o MMA profissional em 2012 e, desde então, soma 16 vitórias e quatro derrotas. Pelo UFC, a polonesa reinou soberana na divisão dos palhas entre março de 2015 e novembro de 2017.

play
1:29

Jacaré é sincero sobre luta de Israel Adesanya no peso de cima: 'Não sabia onde estava se metendo'

Lutador concedeu entrevista exclusiva à ESPN Brasil