<
>

Rockhold acusa atletas do top 10 do peso-médio de recusarem enfrentá-lo

Sem lutar desde junho de 2019, Luke Rockhold parece estar disposto a matar a saudade de entrar no octógono e retomar sua carreira no UFC. Depois de decidir tirar um tempo afastado para cuidar da saúde e renovar suas energias, o ex-campeão do peso-médio (84 kg) adiantou que pretende lutar ainda este ano, mas tem esbarrado em uma questão.

Por ser um lutador midiático e já ter sido campeão no Ultimate, o americano afirmou que acredita ter um poder maior de negociação para seu próximo compromisso. Por isso, em entrevista ao podcast ‘Real Quick With Mike Swick’, Rockhold revelou que pretende só enfrentar adversários que lhe deem alguma motivação, mas afirmou que tem recebido muitas negativas de integrantes do top 10 da divisão para enfrentá-lo.

“Preciso encontrar um cara entre os dez primeiros que esteja pronto para lutar. Existem várias pessoas no top 10 dando desculpas para não lutarem comigo. Quem é você para recusar a luta? Que direito você acha que tem? Minha última luta (no peso-médio) foi contra o Yoel Romero, que perdeu o título mundial em Perth (AUS) há dois anos. Então, eu saí do ranking, mas não realmente saí do ranking. Eu ainda estou lá tanto quanto quero. E todo mundo sabe quem eu sou e o que posso fazer, e acho que todo mundo está apenas dando desculpas para não lutar comigo agora”, disse, emendando.

“Temos procurado algo confiável, algo divertido, algo emocionante. Eu não vou lutar apenas com qualquer um, eu quero algo que me deixe animado, deixe os fãs animados, algo que faça algum sentido. Então, eu quero voltar e fazer isso direito”, completou.

Após conquistar o título do peso-médio, em dezembro de 2015, quando derrotou Chris Weidman, Luke Rockhold acumulou três derrotas nas suas últimas quatro lutas no Ultimate. O americano perdeu o cinturão para Michael Bisping, depois foi derrotado por Yoel Romero e Jan Blachowicz, este último já pela sua estreia na categoria dos meio-pesados (93 kg). Seu último triunfo foi sobre David Branch, em setembro de 2017.