<
>

UFC: Após ser demitido, Diego Sanchez teme que organização possa matá-lo

Dispensado recentemente pelo UFC, Diego Sanchez parece temer por algo ainda pior em seu futuro. Em entrevista ao ‘Sirius XM’s MMA Today’, o veterano lutador se mostrou preocupado com sua segurança pessoal, insinuando que a organização que o empregou nos últimos 16 anos poderia atentar contra sua vida e, até mesmo, utilizar do seu poder para fazer parecer que sua hipotética morte seja causada por um acidente ou suicídio.

A polêmica declaração do vencedor da primeira edição do reality show ‘The Ultimate Fighter’ chega poucos dias após sua demissão do UFC, motivada, especialmente, por um desentendimento entre seu treinador Joshua Fabia e o executivo do Ultimate Hunter Campbell, sobre o histórico médico do lutador. Vale destacar que Sanchez tinha combate contra Donald Cerrone marcado para este sábado (8), no que provavelmente seria sua despedida dos octógonos.

A parceria entre Sanchez e Fabia, inclusive, tem sido alvo de diversas críticas por parte da comunidade do MMA, que questiona os métodos e a abordagem do treinador, que passou a tomar conta da carreira do veterano lutador nos últimos anos. Recentemente, o atleta compartilhou um par de vídeos em suas redes sociais, nos quais seu ‘guru’ confrontava a equipe de comentaristas do UFC sobre o tratamento recebido nas transmissões, considerado desrespeitoso por ele.

“Vou dizer francamente a vocês agora, eu estou com medo pela p*** da minha vida. Estou com medo que essa companhia, essa empresa de monopólio bilionária, mundial, vai vir atrás de mim. Algo pode acontecer comigo em dois anos. Talvez em um par de anos. Talvez eu bata meu caminhão. Talvez eu: ‘Oh, Diego teve uma overdose’. Alguma m*** de suicídio. Eu não sei. Mas eu não duvidaria do nível de maldade que existe nessa corporação”, declarou Sanchez, de acordo com a transcrição do site ‘MMA Fighting’.

Após garantir um contrato com o UFC ao vencer a primeira temporada do ‘TUF’, Diego Sanchez se tornou instantaneamente um dos nomes mais populares do plantel da organização. O americano atuou no octógono mais famoso do mundo entre 2005 e 2020, e chegou a disputar o cinturão peso-leve (70 kg) da franquia, sendo derrotado por BJ Penn na peleja.