<
>

Ronda Rousey anuncia gravidez do primeiro filho: 'Aqui vamos nós'

play
Ex-campeão do UFC revela 'treta' com Jake Paul no vestiário e implora por permissão a Dana White: 'Boxe, MMA, trilogia, o que você quiser' (1:21)

YouTuber Jake Paul está causando no mundo das lutas após ter derrotado Ben Askren (1:21)

Principal responsável pela popularização do MMA feminino, Ronda Rousey, de 34 anos, anunciou nesta quarta-feira (21) que aguarda a chegada de seu primeiro filho. A gravidez da ex-campeã peso-galo (61 kg) do UFC, que já está no quarto mês, foi divulgada através de um vídeo publicado no canal do Youtube da americana.

O bebê é o primeiro herdeiro do casal Ronda Rousey e Travis Browne, juntos desde 2015 e casados desde agosto de 2017. Também lutador, o havaiano já possui outros dois filhos, frutos de um relacionamento anterior.

De acordo com a ex-campeã do UFC, seu primogênito deve vir ao mundo no próximo mês de setembro.

O anúncio também encerra, ao menos momentaneamente, as especulações obre uma possível volta de ‘Rowdy’ aos ringues da ‘WWE’ (liga de pro wrestling americana), onde fez sua última apresentação em ****. Desde sua aposentadoria do MMA profissional, Ronda tem se dedicado à carreira de atriz, com participações em filmes e séries, além de se aventurar no pro wrestling, onde conquistou o título da WWE em 2018, sendo destronada no ano seguinte.

“Pow! Grávida de quatro meses? O que? Você nem sabia, os últimos quatro meses. Eu estou grávida desde janeiro. Woo, barriga de grávida. Eu não consigo escondê-la mais, então é hora de mostrá-la. Eu só queria compartilhar com vocês um pouco da jornada que nós estamos seguindo, e definitivamente tem mais que nós vamos contar depois, mas aqui vamos nós”, anunciou Ronda.

Medalha de bronze nas Olimpíadas de Pequim, em 2008, Ronda Rousey migrou do judô para o MMA profissional três anos depois, sagrando-se campeã peso-galo do Strikeforce poucos meses depois, ao derrotar Miesha Tate, que viria a se tornar uma de suas principais rivais na carreira.

Dominante nas lutas, utilizando seu grappling de nível mundial para superar suas adversárias, e carismática fora do cage, ‘Rowdy’ chamou a atenção de Dana White, presidente do UFC, que até então negava qualquer interesse em criar categorias femininas na sua organização.

Tudo isso mudou em novembro de 2012, quando o Ultimate anunciou a contratação de Ronda, primeira atleta mulher a assinar um contrato com a entidade. Credenciada pela passagem no Strikeforce, a americana já chegou na organização como campeã peso-galo, reinado que durou até novembro de 2015, quando foi nocauteada por Holly Holm, perdendo o cinturão e a invencibilidade na carreira.

Depois do revés, Rousey ainda tentaria recuperar a cinta contra a brasileira Amanda Nunes, um ano depois, mas acabou novamente superada, encerrando assim sua trajetória no esporte.

play
1:21

Ex-campeão do UFC revela 'treta' com Jake Paul no vestiário e implora por permissão a Dana White: 'Boxe, MMA, trilogia, o que você quiser'

YouTuber Jake Paul está causando no mundo das lutas após ter derrotado Ben Askren