<
>

Meio-pesado diz que seis meses de Bellator renderam o dobro de dinheiro de anos de UFC

play
Lyoto cita Chandler e elogia o Bellator: 'Longe de ser um evento que recebe o resto do UFC' (1:53)

Lutador concedeu entrevista exclusiva ao ESPN.com.br (1:53)

Vencedor da 19ª temporada do reality show ‘The Ultimate Fighter’, Corey Anderson passou grande parte da sua carreira competindo dentro do famoso octógono do UFC. Porém, mesmo posicionado entre os cinco melhores meio-pesados (93 kg) da liga, o americano optou por encerrar sua trajetória na organização e mudar de ares, assinando com o Bellator em agosto do ano passado. A mudança, ao que parece, já trouxe frutos ao lutador.

Amplamente reconhecido como o maior evento de MMA do planeta, o UFC traz, indiscutivelmente, projeção e prestígio aos atletas, mas também é alvo de críticas por se valer do domínio no mercado das lutas para desvalorizar o valor pago aos lutadores. E é justamente no aspecto financeiro que Corey Anderson alega já ter superado, com apenas dois combates disputados no Bellator, todos os vencimentos obtidos por ele em toda sua trajetória na antiga organização.

“O UFC me deu a carreira. O Bellator me deu a vida! Em duas lutas e seis meses com o Bellator, eu ganhei o dobro do que consegui em 15 lutas (11 vitórias e dois bônus) e sete anos com o UFC. Agora eu vivo e aproveito a vida ao máximo com minha família todos os dias! Pense sobre isso…”, revelou Anderson, através de sua conta oficial no Twitter.

Após estrear no Bellator com vitória sobre o veterano Melvin Manhoef, em novembro do ano passado, Corey Anderson superou Dovletdzhan Yagshimuradov na última sexta-feira (16) e se classificou para as semifinais do Grand Prix peso-meio-pesado da organização. Na próxima fase, o americano medirá forças com o compatriota, e também ex-UFC, Ryan Bader por uma vaga na grande final do torneio.