<
>

Treinador acredita em 'grande vitória' de Anderson Silva em exibição no boxe e revela passo que brasileiro deve seguir na carreira: 'Sempre teve essa vontade'

play
Whittaker abre o jogo sobre vontade de revanche com Adesanya: 'Seria uma cereja no topo, mas seria pelo título' (0:30)

Lutador deixou claro que esse não é algo que ele está perseguindo em sua carreira (0:30)

Após anos de sucesso nas artes marciais mistas, Anderson Silva decidiu dar um novo passo na carreira. No próximo dia 19 de junho, o ex-campeão do UFC enfrenta Julio Cesar Chavez Jr., em duelo de boxe que acontece no México. E para analisar a migração de Spider para a nobre arte ninguém melhor do que Luiz Dórea, treinador do curitibano.

Em entrevista exclusiva à reportagem da "Ag. Fight", Dórea aprovou o fato de Anderson ter aceitado o desafio e revelou que o lutador já tinha tal plano desde sua despedida do UFC, em outubro de 2020. O treinador baiano, que revelou nomes como Acelino Popó e Robson Conceição na modalidade, chegou em Los Angeles (EUA) no último domingo (11) para fazer parte do camp do curitibano e esbanja otimismo.

“Já era um pensamento nosso há muitos anos, então está muito aprovada essa ida dele ao boxe. Anderson tem uma habilidade acima do normal, tem muito recurso, muitos fundamentos técnicos do boxe, aprendeu a nobre arte e levava essa essência para o MMA, com nocautes clássicos. Ele sempre teve essa vontade e agora veio a oportunidade de enfrentar um grande atleta, ex-campeão mundial, filho de uma lenda. O Anderson está muito animado para lutar e acredito em uma grande vitória dele”, explicou Dórea.

Com a experiência de conhecer Anderson Silva desde os primórdios de sua carreira, Dórea adiantou que vê o lutador seguindo carreira na nobre arte após esse confronto. Uma das justificativas para o profissional acreditar neste pensamento é o fato de Spider ainda manter vivo o sonho de encarar o veterano pugilista Roy Jones Jr.

“Acho que sim (vai seguir no boxe). Essa é a primeira luta exibição no boxe e acredito que será a primeira de muitas. Acho que pode ter outra luta com Roy Jones Jr. Ele vai mostrar uma grande performance e vão aparecer outros convites. Ele sempre se cuidou, gosta muito do boxe. O boxe é uma paixão dele e vai proporcionar um grande show”, disse.

Anderson Silva possui um cartel de 34 vitórias, 11 derrotas e um no contest (luta sem resultado) em mais de 23 anos de carreira no MMA profissional. De 2006 a 2013 o brasileiro foi soberano no peso-médio do UFC, com dez defesas de cinturão seguidas, um recorde na divisão, até o momento. Em sua última apresentação, ‘Spider’ foi superado por Uriah Hall, em outubro de 2020, em duelo que marcou a sua despedida do octógono.