<
>

Presidente do 'Bare Knuckle' indica que estreia de Wanderlei Silva está próxima

play
'Conor McGregor quer vingança': Entenda como a rivalidade do irlandês com Poirier só vai ficar mais intensa até revanche (0:52)

Com uma vitória para cada lado, rivais prometem trilogia emocionante (0:52)

Ao que parece, a extensa trajetória de Wanderlei Silva nos esportes de combate vai ganhar mais um capítulo. A lenda brasileira de 44 anos, que competiu no IVC, Pride, UFC e Bellator, se prepara para mudar de modalidade e se aventurar no ‘Bare Knuckle FC’. De acordo com Dave Feldman, presidente da organização de boxe sem luvas, a estreia do veterano é apenas uma questão de tempo para ser anunciada.

Em entrevista ao site ‘MMA Fighting’, Feldman garantiu que Wanderlei vai atuar no ‘Bare Knuckle’. O adversário de estreia da lenda do MMA no novo esporte ainda é desconhecido, porém o cartola possui alguns nomes disponíveis para oficializar a participação do ‘Cachorro Louco’ na companhia líder do boxe sem luvas. Vale lembrar que o rumor que aponta para a presença do brasileiro no ‘BKFC’ existe desde 2019.

Na época, as negociações não avançaram, mas tudo indica que, agora, as partes chegaram a um acordo. Inclusive, Feldman já trata a presença de Wanderlei como imprescindível para aumentar a popularidade do ‘Bare Knuckle’. A última luta do ex-campeão do Pride no MMA aconteceu em 2018, porém o cartola ignorou o tempo de inatividade do atleta e se mostrou animado em relação ao que o mesmo pode apresentar contra uma competição diferente.

“Wanderlei Silva vai lutar. Ele tem treinado muito duro e essa conversa vai acontecer. Vamos dar a ele uma lista com três oponentes diferentes. Será algo ótimo que queremos anunciar”, declarou o cartola.

Apesar de ser uma organização de boxe sem luvas, o ‘Bare Knuckle FC’ se tornou popular por contar com a participação de atletas conhecidos no MMA. Antônio ‘Pezão’, Artem Lobov, Chris Leben, Gabriel ‘Napão’, Hector Lombard, Paige VanZant e Thiago ‘Pitbull’ foram alguns dos ex-UFC que passaram pela companhia. Além de Wanderlei Silva, Dave Feldman também acenou com a possibilidade de contratar Alistair Overeem, Frank Mir e Júnior ‘Cigano’.