<
>

Irmão de ex-UFC, lutador de MMA é morto a tiros nos EUA após briga doméstica

Na noite da última segunda-feira (5), o peso-pesado Tyler East, de 30 anos, irmão do ex-lutador do UFC Cody East foi morto a tiros após uma briga doméstica. Ele foi encontrado morto pela polícia, após uma denúncia, na cidade de Los Lunas, no Novo México, nos Estados Unidos. A notícia foi divulgada pelo site "MMA Junkie".

Segundo a polícia, East discutiu com a namorada e logo em seguida atirou nela. Foi então que uma pessoa, ainda desconhecida e que também estava na residência, revidou o disparo e baleou o lutador de MMA. O atirador deixou o local antes da chegada da polícia, que encontrou a mulher ferida e a conduziu até o hospital. No momento, ela está em estado estável. As investigações do caso continuam.

Este não foi o primeiro episódio envolvendo Tyler e a polícia. Em 2009, ele foi acusado de bater num colega no colegial, mas como não contestou a acusação em terceiro grau, foi sentenciado a liberdade condicional de três anos, que ele mesmo violou algum tempo depois ao usar uma identidade falsa. Três anos depois, em 2012, foi preso novamente, após a sua namorada o acusar de agressão sob o efeito de cocaína.

No seu cartel, constam 22 lutas entre 2009 e 2016. Tyler passou pelo Bellator e Legacy FC, entre outras ligas de MMA. Ao todo, somou 15 vitórias, seis derrotas e uma luta "sem resultado".