<
>

UFC: Como Conor McGregor 'largou encanamentos' graças a evento em bar e se tornou um dos maiores lutadores da história

play
O homem, a lenda: os 10 momentos que tornaram Conor McGregor um lutador simplesmente sem precedentes (2:05)

Do nocaute inacreditável em Aldo aos memoráveis duelos contra Khabib e McGregor, relembre os grandes momentos do irlandês (2:05)

Há exatos oito anos, uma das mais lindas histórias do UFC tinha seu primeiro capítulo. Em Estocolmo, na Suécia, um irlandês chamado Conor McGregor fazia sua primeira luta pelo Ultimate. Ainda no primeiro round, o garoto de 24 anos acertou uma sequência de socos na cara de Marcus Brimage, ganhou o duelo e ainda recebeu o prêmio de nocaute da noite.

Depois disso, foram mais quatro vitórias até ter a chance do cinturão interino dos penas, que levou com nocaute sobre Chad Mendes. Na sua próxima luta, fez história com o nocaute mais rápido de todos os tempos em uma luta de título, destruindo o brasileiro José Aldo em 13 segundos.

Já consolidado como uma das maiores estrelas do mundo da luta, o falastrão e extravagante viria a protagonizar mais tantos episódios épicos. Os confrontos contra Nate Diaz, a rivalidade com Khabib Nurmagomedov, a 'luta do século' contra Floyd Mayweather...

Mas nada disso teria acontecido se Dana White, presidente do Ultimate, não tivesse promovido um evento do UFC em um bar irlandês.

De encanador a superestrela do UFC

Antes de começar sua trajetória como lutador de MMA, Conor McGregor teve que se virar para sobreviver em Dublin, capital da Irlanda. Precisando de dinheiro para sua família, o irlandês, que era torcedor do Manchester United e sonhava em ser jogador de futebol, acabou "caindo de paraquedas" como encanador aos 18 anos de idade.

"Eu fui jogado num negócio de encanadores. Não sabia que p... era encanamento, não fazia ideia do que era ser encanador. Só segui esse caminho porque era a cultura do meu país, é isso o que você tem que fazer (trabalhar). Eu tive esse trabalho por um tempo até que percebi que não era o que eu queria fazer. E se não era isso que queria fazer, por que diabos estava fazendo? Então eu abandonei, 18 meses depois de começar, eu acho", conta.

play
0:54

Dana White relembra 'melhor história' com McGregor e diz: 'Assim que o conheci sabia que seria uma superestrela'

Presidente do UFC falou com exclusividade à ESPN

Foi em 2013 que tudo começou a mudar. Dana White estava na capital irlandesa para receber um prêmio do Trinity College quando convidou os fãs do UFC no Twitter para se juntar a ele em um pub próximo após a cerimônia. As bebidas seriam pagas pelo presidente do UFC.

Foi naquela noite, 11 de fevereiro, que ele ouviu pela primeira vez um nome que se tornaria o mais comentado na história do UFC.

"O lugar estava lotado, cheio de gente", disse White. "Eu fiquei lá com os fãs a noite toda e todo mundo continuou falando sobre Conor McGregor."

Quando ele voltou para Las Vegas, White perguntou a seus "matchmakers" sobre McGregor. Sean Shelby estava familiarizado com o peso pena de Dublin, e White levou McGregor para uma reunião.

play
1:21

UFC: Com McGregor x Poirier III praticamente confirmado, entenda como a rivalidade chegou aqui

Cada um dos lutadores tem uma vitória e uma derrota contra o rival

"A primeira vez que o conheci, nós voamos para Las Vegas e ele e eu fomos jantar, e fiquei impressionado com ele", disse White. "Quando entrei no carro, liguei para o [então dono do UFC] Lorenzo [Fertitta] e disse: 'Deixe-me dizer uma coisa, não sei se esse garoto pode lutar, mas se ele puder dar um soco, esse garoto vai ser uma grande estrela'."

Dana White estava correto. Há exatos oito anos, Conor estreava no UFC e o resto é história. Dois cinturões simultâneos, polêmicas, muito dinheiro e, provavelmente, o nome mais midiático da história do UFC.