<
>

Petr Yan explica por que deu joelhada ilegal que o fez perder o cinturão: 'Erro estúpido'

Um momento insólito marcou o UFC 259. Na primeira das três disputas de cinturão do evento, Petr Yan ia vencendo a luta contra Aljamain Sterling quando deu uma joelhada ilegal no jamaicano e perdeu o cinturão do peso galo após ser desclassificado. Após a luta, o russo explicou o "erro estúpido" que cometeu.

"Antes da luta, o árbitro estava dando muita atenção ao fato de que o adversário tem que estar com as mãos no chão para estar caído. Ele colocou muita atenção nas mãos. Se ele estiver com as mãos no chão, ele está caído. Se seus dedos ou mãos estiverem no alto, ele não está", disse em entrevista à ESPN.

"Então eu estava pensando apenas nas mãos dele, não pensei nas pernas ou joelhos dele. Não quis acertá-lo ilegalmente", completou.

Na sequência, Yan esclareceu que ninguém de seu corner falou para ele dar a joelhada e disse que foi uma decisão própria.

"Ainda não entendi o que aconteceu. Sinto que venci todos os rounds e cometi um erro estúpido", finalizou.

Veja todos os resultados do UFC 259:

CARD PRINCIPAL

Jan Blachowicz (POL) venceu Israel Adesanya (NZL) na decisão unânime dos jurados (49-46, 49-45, 49-45) – cinturão dos meio-pesados)
Amanda Nunes (BRA) finalizou Megan Anderson (AUS) com uma chave de braço aos 2:03 do 1º round – cinturão feminino dos penas
Aljamain Sterling (EUA) venceu Petr Yan (RUS) por desclassificação devido a uma joelhada ilegal – cinturão dos galos
Islam Makhachev (RUS) finalizou Drew Dober (EUA) com um triângulo de mão a 1:37 do 3º round – leves
Aleksandar Rakic (AUT) venceu Thiago Marreta (BRA) na decisão unânime dos jurados (29-28, 29-28 e 30-27) – meio-pesados

CARD PRELIMINAR

Dominick Cruz (EUA) venceu Casey Kenney (EUA) na decisão dividida dos jurados (28-29, 29-28 e 30-27) – galos
Kyler Phillips (EUA) venceu Song Yadong (CHN) na decisão unânime dos jurados (29-28, 29-28 e 29-28) – galos
Askar Askarov (RUS) venceu Joseph Benavidez (EUA) na decisão unânime dos jurados (30-27, 30-27 e 30-26) – moscas
Kai Kara-France (NZL) nocauteou Rogério Bontorim (BRA) aos 4:55 do 1º round – moscas
Timothy Elliott (EUA) venceu Jordan Espinosa (EUA) na decisão unânime dos jurados (30-27, 30-27 e 30-25) – moscas
Kennedy Nzechukwu (NIG) nocauteou Carlos Ulberg (NZL) aos 3:19 do 2º round – meio-pesados
Sean Brady (EUA) finalizou Jake Matthews (AUS) com um katagatame aos 3:28 do 3º round – meio-médios
Amanda Lemos (BRA) nocauteou Livinha Souza (BRA) aos 3:39 do 1º round – palhas feminino
Uros Medic (SER) nocauteou Aalon Cruz (EUA) a 1:40 do 1º round – leves
Trevin Jones (GUM) nocauteou Mario Bautista (EUA) a 0:47 do 2º round – galos