<
>

Jon Jones se decepciona com Adesanya, provoca e 'cancela' luta com ele: 'Nem vale a pena'

A rivalidade entre Jon Jones e Israel Adesanya ganhou mais um capítulo neste sábado (7). Após o nigeriano ser derrotado por Jan Blachowicz no duelo pelo cinturão do meio-pesado no UFC 259, o americano usou o Twitter para provocar e "cancelar" a superluta entre eles.

Os dois se provocam há bastante tempo e a subida de Adesanya, campeão do médio, ao meio-pesado para enfrentar Blachowicz foi o primeiro teste antes da superluta entre os dois, uma das mais especuladas da organização.

No começo da luta, em que Adesanya parecia confortável e até tendo a vantagem no round inicial, Jon Jones se empolgou e disse "dezembro será ótimo", em relação a possibilidade da superluta ocorrer no final do ano.

Conforme a luta foi avançando e Blachowicz começando a dominar, Jones começou a provocar Adesanya. "Mal posso esperar para fazer esse maldito engolir suas palavras", foi a primeira cutucada.

Quando a luta parecia encaminhada para o polonês e Adesanya não mostrava reação, veio o golpe final e o "cancelamento" da luta. "É, esquece. Isso aí nem vale o meu tempo", finalizou.

Veja todos os resultados do UFC 259:

CARD PRINCIPAL

Jan Blachowicz (POL) venceu Israel Adesanya (NZL) na decisão unânime dos jurados (49-46, 49-45, 49-45) – cinturão dos meio-pesados)
Amanda Nunes (BRA) finalizou Megan Anderson (AUS) com uma chave de braço aos 2:03 do 1º round – cinturão feminino dos penas
Aljamain Sterling (EUA) venceu Petr Yan (RUS) por desclassificação devido a uma joelhada ilegal – cinturão dos galos
Islam Makhachev (RUS) finalizou Drew Dober (EUA) com um triângulo de mão a 1:37 do 3º round – leves
Aleksandar Rakic (AUT) venceu Thiago Marreta (BRA) na decisão unânime dos jurados (29-28, 29-28 e 30-27) – meio-pesados

CARD PRELIMINAR

Dominick Cruz (EUA) venceu Casey Kenney (EUA) na decisão dividida dos jurados (28-29, 29-28 e 30-27) – galos
Kyler Phillips (EUA) venceu Song Yadong (CHN) na decisão unânime dos jurados (29-28, 29-28 e 29-28) – galos
Askar Askarov (RUS) venceu Joseph Benavidez (EUA) na decisão unânime dos jurados (30-27, 30-27 e 30-26) – moscas
Kai Kara-France (NZL) nocauteou Rogério Bontorim (BRA) aos 4:55 do 1º round – moscas
Timothy Elliott (EUA) venceu Jordan Espinosa (EUA) na decisão unânime dos jurados (30-27, 30-27 e 30-25) – moscas
Kennedy Nzechukwu (NIG) nocauteou Carlos Ulberg (NZL) aos 3:19 do 2º round – meio-pesados
Sean Brady (EUA) finalizou Jake Matthews (AUS) com um katagatame aos 3:28 do 3º round – meio-médios
Amanda Lemos (BRA) nocauteou Livinha Souza (BRA) aos 3:39 do 1º round – palhas feminino
Uros Medic (SER) nocauteou Aalon Cruz (EUA) a 1:40 do 1º round – leves
Trevin Jones (GUM) nocauteou Mario Bautista (EUA) a 0:47 do 2º round – galos