<
>

Jairzinho justifica falta de pressa por disputa de título: 'Não acho que estou pronto'

play
Belfort cobra Wanderlei Silva por revanche: 'Ele tem que assinar o contrato' (1:03)

Luta entre os dois brasileiros teve nocaute espetacular de Belfort em 1998 (1:03)

Depois de se recuperar da derrota para Francis Ngannou, ao nocautear Junior ‘Cigano’ em sua última apresentação, Jairzinho Rozenstruik voltou a se colocar entre os principais nomes do peso-pesado do UFC. Por isso, é natural que o surinamês pense em ter a chance de disputar o cinturão da categoria. Porém, o lutador pregou cautela sobre isso.

Neste sábado (20), Jairzinho enfrenta Ciryl Gane, na luta principal do UFC Vegas 20. Como os dois lutadores estão no top 10 da divisão, quem vencer pode se aproximar de uma oportunidade de brigar pelo título.

No entanto, o número quatro do ranking, que pode alcançar sua sexta vitória em sete apresentações dentro do octógono mais famoso do mundo, explicou os motivos de ainda não pensar nessa hipótese e justificou.

“Quero estar pronto para a luta pelo título, e não acho que estou pronto agora. Por que estou dizendo isso? Quero estar mais no octógono, ter essa sensação – principalmente depois do ano passado, que foi muito ruim para todos nós. Sou um lutador que gosta de estar ocupado – com três ou quatro lutas por ano. Tive duas lutas (ano passado) por causa da pandemia, então demorei um pouco mais para voltar ao octógono”, explicou Jairzinho, em conversa com a imprensa durante o media day do UFC Vegas 20.

No MMA profissional desde 2012, Jairzinho Rozenstruik soma 11 vitórias, sendo dez por nocaute, e apenas uma derrota em seu cartel. Pelo UFC, onde compete desde fevereiro de 2019, o peso-pesado possui cinco triunfos e apenas um revés. A mais recente vitória do lutador aconteceu em agosto de 2020, quando nocauteou Junior ‘Cigano’.