<
>

Dominick Cruz questiona interesse do UFC no retorno de Cejudo: 'Dana não se importa'

play
Kunitskaya deixa brasileira toda ensanguentada no UFC; veja como foi a vitória da russa (0:40)

Ketlen Vieira perdeu por decisão unânime no último sábado (0:40)

Desde o anúncio da aposentadoria de Henry Cejudo, muitas especulações surgiram sobre um possível retorno do ex-campeão peso-mosca (57 kg) e peso-galo (61 kg) ao UFC. O próprio ‘Triple C’ já deixou claro que aceitaria negociar sua volta caso recebesse uma oferta financeira vantajosa do Ultimate. Mas, contrariando a expectativa da maioria, um antigo rival do americano aposta que, no que depender da entidade presidida por Dana White, o agora ex-lutador nunca mais pisará no octógono mais famoso do mundo.

Em entrevista à ESPN, Dominick Cruz – ex-campeão dos galos e último lutador a encarar Cejudo antes de sua aposentadoria – minimizou o possível interesse por parte do UFC no retorno de ‘Triple C’. Na visão do veterano, Cejudo superestima seu real valor comercial para a liga, tendo um poder de barganha muito menor do que acredita ter.

Por essa razão, Cruz aposta que a alta cúpula do Ultimate não considere abrir os cofres para atender a demanda financeira do ex-campeão e garantir seu retorno. O veterano ainda citou a atual situação da divisão dos galos, com jovens atletas com potencial e baixos salários, como outra carta na manga da organização para evitar pagar a mais pelos serviços de Cejudo.

“Eu não acho (que ele vai voltar). Ele tem essa coisa onde ele acha que vale milhões e milhões de dólares, e eu acho que Dana (White) não se importa. Então, provavelmente não (volte), porque ele quer uma certa quantia de dinheiro antes de voltar e lutar, e eu não sei se ele vai conseguir isso algum dia”, analisou Cruz, antes de pontuar os motivos pelos quais o UFC não teria interesse em contar novamente com Cejudo em seu plantel de atletas.

“Você olha para o resto da divisão, Petr Yan e Aljamain Sterling, dois concorrentes que vão lutar pelo cinturão, esses caras não estão pedindo uma tonelada de dinheiro, e eles vão trazer uma luta maluca. Por que você traria Cejudo de volta, que não está se arriscando do lado de fora? Pelo que? Ele não traz mais audiência. Se você é um Conor McGregor, uma Ronda Rousey, sim, você resolveria isso. Mas se você é Henry Cejudo? Ele não traz aquele fator de veneração para essas lutas onde todo mundo não pode esperar para assistir. Eles estão só rindo dele. Ele dá vergonha alheia”, concluiu.

Medalhista de ouro no wrestling na Olimpíada de Pequim, em 2008, Henry Cejudo migrou para o MMA profissional em 2013, alcançando um cartel de 16 vitórias e apenas duas derrotas. Depois de se sagrar campeão peso-mosca e peso-galo do UFC, o americano anunciou sua retirada do esporte em maio do ano passado, após derrotar justamente Dominick Cruz e defender o cinturão até 61 kg da organização.