<
>

Dirigente mira rival renomada para ex-UFC em segunda luta em evento de boxe sem luvas

play
Belfort cobra Wanderlei Silva por revanche: 'Ele tem que assinar o contrato' (1:03)

Luta entre os dois brasileiros teve nocaute espetacular de Belfort em 1998 (1:03)

A estreia de Paige VanZant no Bare Knuckle FC pode não ter saído da maneira que ela esperava, mas seu prestígio junto à organização que promove eventos boxe sem luvas continua intacto. Em entrevista ao site ‘MMA Fighting’, David Feldman – presidente da liga – rasgou elogios à lutadora americana e minimizou o impacto da derrota sofrida por ’12 Gauge’ no seu debute, diante de Britain Hart, no último dia 5 de fevereiro.

O dirigente ainda exaltou a coragem da ex-lutadora do UFC em aceitar o desafio de migrar para uma nova modalidade após anos competindo no MMA, e projetou o futuro da popular atleta no BKFC. De acordo com Feldman, VanZant deve retornar ao ringue do Bare Knuckle no verão norte-americano, período que neste ano se estenderá do dia 20 de junho a 22 de setembro, e terá pela frente uma adversária de renome, ainda sem nome divulgado pelo cartola.

“Eu realmente tiro meu chapéu para ela porque ela não precisava fazer isso. Agora eu tiro meu chapéu para ela ainda mais porque ela definitivamente não precisa fazer isso novamente. Ela vai fazer e ela realmente quer provar a si mesma e esse é o tipo de pessoa com quem eu quero fazer negócios, o tipo de pessoa pelo qual eu tenho muito respeito. Então, eu mal posso esperar para ver o que ela vai fazer”, elogiou David Feldman, antes de completar.

“Acho que ela vai se adaptar muito mais. Eu acho que ela vai dar um passo acima na sua próxima luta. Tenho certeza que nós temos a oponente (para ela). Nós estamos apenas acertando detalhes. É outro nome bem conhecido e eu acho que o público vai realmente apoiar essa (luta). Eu acho que vai ser uma luta bastante competitiva”, concluiu.

Uma das lutadoras de maior apelo popular do plantel do UFC, Paige VanZant deixou a principal organização de MMA do planeta em julho do ano passado, após ter seu contrato encerrado e não renovado pela entidade. Durante sua passagem pelo Ultimate, a americana somou cinco vitórias e quatro derrotas.