<
>

UFC: Usman critica Covington por recusar luta com Edwards e exigir revanche pelo título

play
Kunitskaya deixa brasileira toda ensanguentada no UFC; veja como foi a vitória da russa (0:40)

Ketlen Vieira perdeu por decisão unânime no último sábado (0:40)

A rivalidade entre Colby Covington e Kamaru Usman segue ferrenha. Recentemente, o bad boy americano criticou a atuação do campeão dos meio-médios (77 kg) do UFC na vitória sobre Gilbert ‘Durinho’ e, agora, foi o nigeriano que provocou ‘Chaos’. De acordo com ‘The Nigerian Nightmare’, o desafeto errou ao recusar medir forças com Leon Edwards para definir o próximo desafiante da categoria.

Além disso, Usman criticou Covington por exigir a revanche pelo cinturão dos meio-médios após vencer Tyron Woodley, em setembro de 2020. Após Khamzat Chimaev sair, novamente, da luta contra Leon Edwards, o plano de Dana White era realizar o embate entre o inglês e o ex-campeão interino da categoria.

Ao tomar conhecimento da proposta, ‘Rocky’, prontamente, aceitou o duelo, porém o americano negou, justificando que não está no MMA para fazer caridade. O campeão da divisão informou que, caso Covington superasse Edwards, lhe daria uma nova oportunidade de desafiá-lo, mas, como isso não aconteceu, adiantou que o desafeto vai precisar disputar mais um combate contra um integrante do top-5.

“Covington cometeu um grande erro. Quem recusa um pagamento? Isso é horrível. Não se pode fazer isso. Talvez, ele não esteja sofrendo por dinheiro. Além disso, ele recusou a chance de realmente lembrar os fãs. É preciso vencer, mas a última dele foi quando? Woodley tinha perdido duas. Covington exigiu a revanche, mas, em primeiro lugar, ele não é o favorito do UFC”, declarou Usman ao site ‘MMA Junkie’, antes de completar.

“Covington também não vende tanto pay-per-view. Para Covington exigir algo assim, é ridículo. A melhor maneira de você solidificar sua chance pelo título é lutar. E uma boa maneira de fazer isso é derrotar o número três? Edwards está subindo, afirmando que merece uma chance. Covington cometeu um erro tremendo em recusar essa luta”, concluiu.

Atualmente, a categoria dos meio-médios apresenta um cenário indefinido. Kamaru Usman desafiou Jorge Masvidal e Leon Edwards vai lutar contra Belal Muhammad. Sendo assim, Colby Covington, Gilbert ‘Durinho’, Michael Chiesa e Stephen Thompson estão livres e, como são atletas bem cotados na divisão, podem se enfrentar pela oportunidade de desafiar o campeão.