<
>

Manny Pacquiao analisa derrota de McGregor no UFC: 'Subestimou o adversário'

play
'Se Khabib quer fazer comentário desrespeitoso, volte e vamos mais uma', responde McGregor (1:12)

Pelo Twitter, Khabib Nurmagomedov mandou uma cutucada curta e grossa ao irlandês apenas alguns minutos depois de o arquirrival ser nocauteado por Dustin Poirier no UFC 257. (1:12)

O desfecho da luta entre Conor McGregor e Dustin Poirier, válida pelo UFC 257, evento que aconteceu em Abu Dhabi (EAU), ainda repercute nos esportes de combate. Apesar do favoritismo para a revanche, o ex-campeão do peso-pena (66 kg) e do peso-leve (70 kg) da organização foi nocauteado no segundo round, resultado que parece ter atrapalhado sua carreira tanto no MMA, quanto no boxe. Afinal, Manny Pacquiao, um dos hipotéticos rivais do irlandês nos ringues, o acusou de subestimar seu oponente.

Para isso, o pugilista filipino relembrou o primeiro encontro entre McGregor e Poirier, realizado em 2014. Na ocasião, o irlandês nocauteou no assalto inicial, dando início à sequência de lutas midiáticas que o credenciou a disputar o título do UFC na temporada seguinte. Mas para o multicampeão mundial de boxe, foi justamente a facilidade deste duelo que garantiu o excesso de confiança que teria custado o triunfo ao irlandês na revanche.

“Perder faz parte do jogo. No esporte, há vencedores e perdedores, apenas isso. Não se trata de derrota, mas de como você aceita a derrota em sua vida, como você supera aquele momento difícil de sua vida. McGregor já havia derrotado seu rival antes e acho que isso o fez subestimá-lo”, disse Pacquiao ao site ‘ABS-CBN News’.

McGregor e Poirier lutaram pela primeira vez no peso-pena do UFC e, fora do octógono, se envolveram em um ‘trash talk’ pesado, além de protagonizarem encaradas tensas. Dentro dele, o duelo foi vencido pelo irlandês por nocaute no primeiro round, em menos de dois minutos. Além de afastar o ex-campeão do título do peso-leve, a derrota na revanche também atrapalha seu planejamento para uma nova aventura no boxe.

Antes da realização do combate contra o americano, ‘Notorious’, praticamente assegurou que enfrentaria o próprio Pacquiao nos ringues na temporada 2021. No entanto, tal possibilidade foi negada, imediatamente, pela equipe que gerencia a carreira do filipino.

Caso a luta contra Manny Pacquiao aconteça no futuro, Conor McGregor vai enfrentar um ícone do boxe pela segunda vez em sua carreira. A estreia do irlandês nos ringues ocorreu em 2017, contra Floyd Mayweather, um dos melhores pugilistas da história. Na ocasião, ‘Notorious’ foi nocauteado no décimo round e o americano encerrou sua trajetória no esporte de forma invicta, com 50 vitórias.