<
>

Fedor Emelianenko testa positivo para COVID-19 e é hospitalizado na Rússia

play
Lutando no mesmo peso do irmão Deiveson, Francisco Figueiredo descarta duelo entre os dois: 'É impossível, isso jamais aconteceria' (0:55)

Brasileiro, que faz sua primeira luta no Ultimate nessa quarta-feira, falou com o ESPN.com.br (0:55)

A COVID-19 segue causando impacto no mundo e no MMA não é diferente. Dessa vez, a lenda Fedor Emelianenko testou positivo para o vírus.

De acordo com a agência de notícias ‘RIA Novosti’, o russo está hospitalizado em Moscou, em um centro especializado no tratamento contra a doença. E o próprio veterano atualizou seu estado de saúde nas redes sociais.

Em sua conta oficial no ‘Instagram’, Fedor, de 44 anos, informou que se recupera bem. O ex-campeão do peso-pesado do PRIDE FC agradeceu a preocupação dos fãs em relação a própria saúde.

Além disso, a lenda do MMA também fez questão de enaltecer a dedicação dos profissionais de saúde.

“Obrigado a todos que estão verdadeiramente preocupados com a minha saúde. Me sinto bem e estou me recuperando. Grato aos médicos e a equipe médica pelo carinho e trabalho árduo”, escreveu Fedor.

Fedor Emelianenko, de 44 anos, é um dos grandes nomes da história do MMA e é apontado por boa parte dos fãs como o melhor lutador de todos os tempos. O russo iniciou sua trajetória no esporte em 2000, marcou época no PRIDE FC, como campeão do peso-pesado.

Pela organização, venceu nomes como Kevin Randleman, Mark Coleman (duas vezes), Mirko ‘Cro Cop’, Rodrigo ‘Minotauro’ (duas vezes), entre outros. Atualmente, ‘The Last Emperor’, como o atleta é conhecido, integra o plantel do Bellator.

Pela companhia americana, o veterano nocauteou Chael Sonnen, Frank Mir e ‘Rampage’ Jackson, todos ex-UFC.