<
>

UFC: McGregor elogia Holloway, aceita desafio e sinaliza que revanche está em seus planos: 'Ficaria feliz em reencontrá-lo'

play
Irmão de Deiveson desafia Cejudo por motivos pessoais e garante: 'Ele fala muita besteira; o nocautearia com certeza' (0:18)

Francisco, que faz sua primeira luta no Ultimate nessa quarta-feira, falou com o ESPN.com.br (0:18)

Recentemente, Conor McGregor indicou que planeja recuperar o tempo perdido no MMA e ser bastante ativo na temporada 2021. E, ao que parece, o astro irlandês pode se envolver em revanches de alto nível. A primeira já vai acontecer no dia 23 de janeiro, diante de Dustin Poirier, no 'main event' do UFC 257, atração que acontece na 'Ilha da Luta', em Abu Dhabi (EAU). Contudo, o astro irlandês já mira um novo encontro com o rival Khabib Nurmagomedov e observa com carinho outro velho conhecido.

Em entrevista ao canal do YouTube The Mac Life, McGregor aceitou o desafio feito por Max Holloway e elogiou a performance do havaiano diante de Calvin Kattar no UFC Fight Island 7. Após a brilhante atuação no octógono, o ex-campeão do peso-pena (66 kg) do UFC afirmou ser o melhor boxeador da organização e citou o astro irlandês como possível adversário. Vale lembrar que 'Notorious' e 'Blessed' se enfrentaram em 2013 e, na ocasião, McGregor venceu por decisão unânime. O ex-rei do peso-pena e do peso-leve (70 kg) da companhia indicou que um novo duelo com o atleta faz parte de seus planos para o futuro, adiantou que, caso aconteça, será válido pelos leves e não só afirmou ser o melhor pugilista da empresa, como prometeu que vai provar esse status diante de Poirier.

“Achei que foi uma performance sólida. Holloway lutou contra uma revelação e se saiu bem. Eu estava tipo, ‘Esse é Holloway?’. Obviamente, ele está no jogo justo com ele e, definitivamente, está a caminho de me enfrentar. Eu ficaria feliz em reencontrar Holloway e, depois de uma performance como essa, ele se colocou no topo. Ele é alto, mais alto do que eu, então pode crescer. Holloway só lutou uma vez nos leves e foi contra Poirier. Ele estava sem energia, mas certamente pode fazer isso. Contra outros pesos leves? Nunca se sabe, mas a revanche seria nos leves, com certeza. Holloway não é o melhor boxeador. Não há dúvida e vou provar isso no sábado. Veremos o que ele diz na manhã de domingo”, declarou McGregor.

Apesar do duelo ter acontecido em 2013, o clima entre Conor McGregor e Max Holloway sempre foi amigável. No entanto, as relações entre os atletas podem mudar drasticamente no MMA. Inclusive, o próprio havaiano adiantou que vai estar presente no UFC 257 e se colocou à disposição da organização para substituir o irlandês ou Dustin Poirier, caso algum imprevisto aconteça.